Tamanho do texto

Piloto da Red Bull conquistou a sétima vitória consecutiva e igual o compatriota Michael Schumacher. Neste domingo, Vettel foi o topo do pódio em Abu Dhabi

Sebastian Vettel, vencedor do GP de Abu Dhabi
Luca Bruno/AP
Sebastian Vettel, vencedor do GP de Abu Dhabi

Ao conquistar a sétima vitória consecutiva , neste domingo no Grande Prêmio de Abu Dhabi, Sebastian Vettel igualou o feito do piloto alemão Michael Schumacher e comemou o feito alcançado. O piloto da Red Bull, no entanto, fez questão de reforçar que quebrar recordes não é prioridade na temporada. 

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

"É excepcional que fizemos tudo certo, os pit-stops, a confiabilidade. Os números não são importantes para mim, mas de qualquer maneira estou muito, muito orgulhoso. Os pilotos mais especiais do mundo estão na Fórmula 1, já estou velho o suficiente para entender isso", declarou.

Vetter ainda lembrou de quando assistia o compatriota pela televisão na infância e enalteceu os últimos anos na Fórmula 1. "Lembro quando era uma criança assistindo a Fórmula 1 e o Michael dominava a categoria pela Ferrari com um carro muito forte e um forte espírito de equipe por muitos anos. Igualar algumas coisas que ele conseguiu é muito especial não apenas para mim, mas para toda a equipe. Foram anos especiais e difíceis de repetir", completou.


Com o novo recorde, Sebastian Vettel ainda pode bater a marca do italiano Alberto Ascari, que conquistou nove provas consecutivas entre as temporadas de 1952 e 1953. Se vencer as etapas dos Estados Unidos e do Brasil, o piloto repete os 13 triunfos em um único campeonato alcançados por Schumacher em 2004.

Sebastian Vettel ainda espera não ser punido por ter feito "zerinhos" durante a comemoração na pita de Abu Dhabi. "Eu trouxe o carro de volta. Respeitei as regras", declarou o etracampeão mundial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.