Tamanho do texto

Piloto brasileiro negocia com duas equipes para correr em 2014, mas reconhece que o GP do Brasil pode fechar sua trajetória na categoria

O GP do Brasil de Fórmula 1, dia 24 de novembro, em Interlagos, que fecha a temporada de 2013, pode ser a última corrida de Felipe Massa na principal categoria do automobilismo mundial. Quem admite é o próprio piloto, que deixará a Ferrari e ainda procura equipe para correr no ano que vem.

Comente esta notícia com outros torcedores

Veja fotos da carreira de Felipe Massa:


"O importante é sair, e não o tempo. O importante é que dê certo. Se eu não tiver nada certo até Interlagos, posso até fazer uma corrida de despedida. Não aceitaria fazer uma corrida no Brasil sem nada certo para o ano seguinte, sem ter um final feliz para minha carreira", afirmou o brasileiro ao site Total Race.

Leia mais: Ecclestone é acusado de 'negociata' em processo judicial de US$ 100 milhões

Lotus e Williams são as equipes que mantêm contato com Massa, porém outros pilotos disponíveis no mercado, como o alemão Nico Hulkenberg e o venezuelano Pastor Maldonado, contam com bons patrocinadores, ponto a favor na hora de negociar um lugar na Fórmula 1.

Confira ainda: Há 25 anos, Ayrton Senna conquistava o primeiro Mundial da carreira

"Não sei se haverá anúncio sobre meu futuro até Interlagos, mas uma certeza do que vai acontecer certamente terá. Nunca perdi meu sono pensando no que vai acontecer ano que vem. Estou tranquilo, assim como houve o anúncio de que eu não continuaria na Ferrari. Acredito que algo vai acontecer e eu vou encontrar uma boa equipe para meu futuro", afirmou.

Massa defende a Ferrari desde 2006, e seu melhor resultado em oito temporadas foi o vice-campeonato em 2008. No próximo ano, ele dará lugar ao finlandês Kimi Raikkonen na escuderia italiana.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.