Tamanho do texto

Contrato do finlandês com a escuderia se encerra ao final da temporada. Permanência depende da condição de brigar pelo título da Fórmula 1 em 2014

Kimi Raikkonen, piloto da Lotus
Mark Thompson/Getty Images
Kimi Raikkonen, piloto da Lotus

A vontade de Kimi Raikkonen para a próxima temporada da Fórmula 1 é permanecer na Lotus. Pelo menos foi isso o que deixou claro Steve Robertson, agente do piloto finlandês. Segundo ele, a permanência depende apenas da capacidade da escuderia de fornecer um carro capaz de colocar Raikkonen em condições de brigar pelo título em 2014.

"A Lotus tem a chave para o futuro de Raikkonen", disse Robertson ao site da revista inglesa Autosport . "Se a equipe puder lhe dar as respostas que ele está buscando, lhe assegurando um carro em que ele possa lutar por vitórias e pelo título, ele irá ficar."

Você acha que Raikkonen deveria continuar na Lotus? Deixe seu palpite

O atual contrato de Raikkonen com a Lotus se encerra ao final desta temporada. O piloto estava na mira da Red Bull para assumir a o posto de companheiro de Sebastian Vettel, mas Robertson já se manifestou para esclarecer que as conversas com a escuderia cessaram. Apesar de deixar clara a preferência do finlandês pela Lotus, o agente não fechou as portas para a Ferrari.

No entanto, dois fatores pesam contra a possibilidade de Raikkonen se juntar à Ferrari. A primeira é que a equipe ainda não iniciou as conversas para definir sua dupla de 2014. A expectativa do time é que Felipe Massa evolua após as melhorias realizadas em seu carro e garanta sua permanência. Além disso, o finlandês deixou a escuderia em 2009 em atrito com o presidente Luca di Montezemolo.

Apesar de ter conquistado o último título da equipe, Raikkonen é visto com maus olhos por alguns membros da equipe. Não só por conta do atrito com o presidente como pelo perfil avesso a campanhas publicitárias e compromissos com patrocinadores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.