Tamanho do texto

Líder do GP da Malásia até a 46ª volta, australiano afirma que alemão não respeitou estratégia da Red Bull de manter as posições

Apesar da dobradinha da Red Bull no GP da Malásia neste domingo , o clima na equipe após a corrida não é de festa. Líder da prova até a 46ª volta, o australiano Mark Webber reclamou bastante por ter sido ultrapassado pelo alemão Sebastian Vettel, alegando que o fato foi de encontro à estratégia traçada.

Você concorda com a reclamação de Webber? Deixe seu comentário

"Depois da última parada, a equipe me disse que a corrida havia terminado, e nós diminuímos a rotação do motor para chegar até o final", disse Webber. "Eu também quero competir, mas no final a equipe tomou a decisão que imaginávamos antes da corrida, de cuidarmos dos pneus e levarmos os carros até o final."

Veja também: Hamilton se confunde e para nos boxes da McLaren durante o GP da Malásia

Sem esconder a insatisfação, Webber alfinetou Vettel pelo tratamento que ele recebe na Red Bull. "Ele tomou sua própria decisão hoje e será protegido, como de costume. É assim que funciona. Eu diminui a rotação do motor e comecei a cuidar dos pneus, e então a briga começou. Fiquei desapontado com o resultado da corrida", afirmou.

O ponto de vista de Webber foi defendido por Christian Horner, chefe da Red Bull. "Nossa posição depois do último pit-stop era de administrar o resultado, conservando os pneus, levando os carros até o fim e marcando o máximo de pontos. Infelizmente, os interesses dos pilotos podem às vezes ser conflitantes com os das equipes. O Sebastian decidiu tomar sua própria decisão hoje e ultrapassar o Mark, ainda bem que de forma limpa", afirmou.

Diante das declarações de Webber e de Horner, Vettel admitiu o erro. "Deveríamos ter ficado nas mesmas posições. Não ignorei a ordem de propósito, mas me enganei nessa situação", declarou o tricampeão, antes de se retratar com o companheiro: "Tomei a liderança do Mark e posso ver agora que ele ficou chateado, mas quero ser honesto e peço desculpas. Assumi um risco muito grande ao ultrapassá-lo e deveria ter me comportado melhor."

Com a vitória na Malásia, Vettel chega a 40 pontos e assume a liderança da temporada 2013 da Fórmula 1 após duas etapas. Webber tem 26 e é o terceiro colocado, atrás do finlandês Kimi Raikkonen, da Lotus, que soma 31.