Tamanho do texto

Insatisfeito com desempenho na Hungria, Stefano Domenicali afirma que equipe precisa seguir evoluindo para ser campeã

Após o GP da Hungria do último domingo (29), Stefano Domenicali, chefe da equipe Ferrari, afirmou que não se surpreendeu com o segundo lugar de Kimi Räikkönen e disse que a Lotus estará muito forte na segunda metade de 2012. “Não me surpreendeu o desempenho de Raikkonen em Hungaroring. Ele é um piloto muito talentoso, é um campeão mundial. Você não se torna campeão a menos que tenha algo especial”, disse.

Leia também: Imprensa britânica destaca vitória de Hamilton em “clima olímpico”

“Acho que a Lotus não conseguiu os pontos que merecia conquistar. Eles sempre tiveram um carro muito bom, desde o início. Será um time muito bom na segunda metade da temporada”, afirmou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Mesmo com a liderança de Fernando Alonso, Domenicali acredita que a disputa na segunda metade da temporada será muito acirrada. Para o dirigente, é necessário que a Ferrari mantenha o ritmo e prossiga desenvolvendo o carro.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“A segunda parte da temporada será muito difícil. Existem carros muito mais rápidos que o nosso”, considerou. “É vital a evolução. Na Hungria não fomos nada bem. Isso não pode se repetir. “Então eu acho que a chave para a parte final da temporada é continuar melhorando como fizemos na primeira metade”, encerrou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.