Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Hamilton ganha no Canadá e é o 7º a vencer em sete GPs no ano

Britânico da McLaren consegue triunfo no fim e aumenta recorde da temporada. Massa é décimo, e Bruno Senna fica em 17º

iG São Paulo | - Atualizada às

A temporada 2012 da Fórmula 1 continua fazendo história. Neste domingo (10), Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio do Canadá e se tornou o sétimo piloto a vencer no ano. Com o resultado, o britânico amplia o recorde da temporada mais equilibrada de todos os tempos e assume a liderança da competição.

Leia também: Confira em detalhes como foi a prova no Canadá

A vitória veio em uma corrida emocionante no final. Hamilton, que vinha em terceiro atrás de Fernando Alonso e Sebastian Vettel, ultrapassou seus concorrentes nas últimas voltas. O britânico parou duas vezes nos boxes e se aproveitou do bom desempenho que seu carro teve no fim.

Os rivais de Hamilton pagaram caro pelo desgaste dos pneus. Alonso perdeu o pódio e terminou em quinto, sendo ultrapassado no fim por Romain Grosjean e Sergio Pérez, que completaram o pódio, e Vettel, que terminou em quarto. Felipe Massa, em décimo, conseguiu entrar na zona de pontuação. Bruno Senna terminou apenas na 17ª posição.

Massa ultrapassa Rosberg no início, mas erra e perde posições

Após uma boa largada, Massa começou a pressionar Nico Rosberg já na primeira volta. No segundo giro, o brasileiro foi para cima do alemão, conseguiu ultrapassar o piloto da Mercedes e pulou para a quinta posição, já começando a se aproximar de Mark Webber.

Na sexta volta, porém, o brasileiro errou, rodou e saiu da pista. Com isso, perdeu sete posições e foi parar na 12ª colocação, o que atrapalhou o seu bom início de prova.

Senna também não se deu bem no início da prova. Depois de largar em 16º, o piloto da Williams perdeu três posições logo nas primeiras voltas. Pastor Maldonado, seu companheiro de Williams, foi um dos que conseguiram deixar o brasileiro para trás, depois de largar em 22º por ter sido punido com cinco posições pela troca na caixa de câmbio de seu carro que a equipe teve de realizar antes da prova.

No topo, as posições se mantiveram as mesmas. Vettel largou bem e não deu chances para que Hamilton tentasse ultrapassar nas primeiras curvas. Alonso também seguiu na terceira posição, com Webber logo atrás.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Alonso vai para a ponta após o pit, mas Hamilton ultrapassa e assume a liderança

A partir da volta 16, a briga pela liderança ficou acirrada entre os três primeiros. Hamilton começou a pressionar Vettel, que perdia desempenho dos pneus e teve que parar nos boxes no início do giro 17. Com isso, Hamilton ficou em primeiro e parou já no começo da volta 18, conseguindo voltar à frente do alemão.

A liderança ficou então com Alonso, que foi parar duas voltas depois. O espanhol fez um grande trabalho em suas voltas antes da parada e ainda voltou da troca de pneus na frente de Hamilton. O britânico, porém, com os pneus já aquecidos, vinha com desempenho muito mais forte do que o ferrarista e conseguiu ultrapassá-lo utilizando a asa móvel já na volta seguinte. Webber se manteve em quarto, mas com pneus supermacios, já que largou com os macios.

Massa conseguiu voltar à sexta posição após a volta 40, quando Kimi Raikkonen e Sergio Pérez, que foram os últimos a ir para os boxes, resolveram parar. O brasileiro ficou atrás da Lotus de Romain Grosjean.

Michael Schumacher, que vinha com dificuldades na prova e brigando pela décima posição, teve problema em sua asa traseira e teve de abandonar a corrida pela quinta vez na temporada. Hamilton perde posições ao fazer duas paradas, mas volta ao topo no fim

Hamilton faz duas paradas e reassume a liderança no fim

A estratégia de fazer duas paradas deu certo para Hamilton. Alonso vinha no topo, com Vettel em segundo, mas os dois perdiam muito desempenho por conta do desgaste nos pneus por terem apenas uma parada. Com isso, o britânico tirou praticamente 1 segundo por volta dos dois e assumiu a ponta para vencer sua primeira corrida na temporada.

Grosjean e Pérez, que vinham velozes mesmo com apenas uma parada, deixaram os dois bicampeões do mundo para trás e completaram o pódio, com Vettel em quarto e Alonso em quinto. Nico Rosberg terminou em sexto, com Mark Webber na sétima posição. Kimi Raikkonen foi o oitavo, à frente de Kamui Kobayashi e Felipe Massa. O destaque negativo foi Jenson Button, que largou em décimo e terminou fora da zona de pontuação, em 16º.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A próxima prova da emocionante temporada 2012 da Fórmula 1 será o GP da Europa, disputado nas ruas de Valência, na Espanha, no dia 24 de junho.

Confira como ficou a classificação final do GP do Canadá:

1 – Lewis Hamilton (GBR) - McLaren – 70 voltas
2 – Romain Grosjean (FRA) - Lotus – a 2s5
3 – Sergio Pérez (MEX) - Sauber – a 5s2
4 – Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull – a 7s2
5 – Fernando Alonso (ESP) - Ferrari – a 13s4
6 – Nico Rosberg (ALE) - Mercedes – a 13s8
7 – Mark Webber (AUS) - Red Bull – a 15s
8 – Kimi Raikkonen (FIN) – Lotus – a 15s5
9 – Kamui Kobayashi (JAP) - Sauber – a 24s4
10 – Felipe Massa (BRA) - Ferrari – a 25s2
11 – Paul di Resta (GBR) - Force India – a 37s6
12 – Nico Hulkenberg (ALE) - Force India – a 46s2
13 – Pastor Maldonado (VEN) - Williams – a 47s
14 – Daniel Ricciardo (AUS) - Toro Rosso – a 1min4s4
15 – Jean-Éric Vergne (FRA) - Toro Rosso – a 1 volta
16 – Jenson Button (GBR) - McLaren – a 1 volta
17 – Bruno Senna (BRA) - Williams – a 1 volta
18 – Heikki Kovalainen (FIN) - Caterham – a 1 volta
19 – Vitaly Petrov (RUS) - Caterham – a 1 volta
20 – Charles Pic (FRA) - Marussia – a 3 voltas
21 – Timo Glock (ALE) - Marussia – Abandonou
22 – Michael Schumacher (ALE) - Mercedes – Abandonou
23 – Pedro de la Rosa (ESP) – HRT – Abandonou
24 – Narain Karthikeyan (IND) – HRT – Abandonou

Leia tudo sobre: Fórmula 1F1GP do CanadáLewis HamiltonMcLaren

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG