Tamanho do texto

Espanhol é um dos líderes da atual temporada, mesmo com um carro inferior ao dos principais rivais

A temporada 2012 da Fórmula 1 está marcada pelo equilíbrio . Cinco pilotos diferentes venceram até agora, e várias equipes mostraram potencial para ganhar corridas. Uma, no entanto, decepciona. A Ferrari, maior vencedora da história da categoria, ocupa apenas a quarta posição entre os Construtores, com 63 pontos.

 Leia também: Temporada 2012 é a mais disputada da história da Fórmula 1

Desses, 61 foram conquistados por Fernando Alonso. Mesmo com um carro inferior ao dos principais rivais, o espanhol é um dos grandes destaques do campeonato e lidera o Mundial de Pilotos ao lado de Sebastian Vettel.

“Ele é o melhor piloto da Fórmula 1 de hoje. É rápido, não erra, consegue tirar o máximo do carro na classificação, não bate, é agressivo. Está numa fase que realmente está fazendo a diferença”, afirmou Raul Boesel, que guiou pela categoria nos anos 80, ao iG .

Alonso chegou à Fórmula 1 em 2001, durante a hegemonia de Michael Schumacher, e terminou com a sequência de títulos do heptacampeão em 2005, conquistando o bicampeonato em 2006, ambos pela Renault.

Para Ricardo Zonta, os títulos e a atual situação na Ferrari o colocam como um dos melhores da história. “Nenhum piloto é bicampeão do mundo e tem status de rei na Ferrari à toa, por isso ele pode ser considerado um fora da média”, disse ao iG o piloto, que ficou na F1 entre 1999 e 2005 e atualmente disputa o campeonato da Stock Car .

Alonso surpreendeu e venceu o GP da Malásia. Depois de cinco provas, espanhol lidera o campeonato ao lado de Vettel
Getty Images
Alonso surpreendeu e venceu o GP da Malásia. Depois de cinco provas, espanhol lidera o campeonato ao lado de Vettel

O status de rei na escuderia italiana é ainda maior por conta de o espanhol conseguir superar os diversos problemas do atual bólido do time. “Não temos que esconder, não estamos felizes com o desempenho do carro”, disse Stefano Domenicali, chefe da equipe, em uma das inúmeras críticas ao F2012 feitas pelos próprios membros da escuderia.

Além de bons resultados, como a vitória na Malásia e o segundo lugar na Espanha , a regularidade de Alonso também chama a atenção em 2012: o espanhol pontuou em todas as corridas do ano até agora, algo que apenas ele e Lewis Hamilton conseguiram fazer.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Essa constância é destacada por Enrique Bernoldi, piloto que estreou na categoria em 2001, no mesmo ano do espanhol. “Ele sabe exatamente como conseguir o que precisa do carro. Com um carro inferior, consegue vencer e pontuar constantemente”, disse ao iG .

A sorte também é um item importante na vida dos bons pilotos. E, pelo menos até agora, Alonso tem tido isso em 2012. Punições dadas a Hamilton e Vettel, por exemplo, não têm deixado seus rivais de McLaren e Red Bull dispararem na frente. Com isso, o espanhol vai se mantendo no topo, enquanto a Ferrari tenta diminuir a diferença para as outras equipes.

Ingo Hoffmann, experiente piloto, que também passou pela Fórmula 1, ressalta que a sorte de Alonso pode ser um indício de que o asturiano vá brigar pelo título. “Claro que ele é o melhor dessa geração, está fazendo a diferença, mas também os outros estão com falta de sorte. Além de toda a competência, o fator sorte está a favor dele. Se continuar assim, vai brigar pelo campeonato até o fim”, afirmou ao iG .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Para brigar pelo título, Alonso também conta com uma temporada extremamente equilibrada , o que acaba valorizando mais os pilotos. Para Pastor Maldonado, que venceu a última prova, em Barcelona, o equilíbrio do ano permite que o talento apareça mais. “Se tornou como um campeonato da GP2. Os pilotos podem fazer a diferença e os times podem trabalhar na estratégia e no carro”.

Raul Boesel acredita que bom momento de Alonso complica situação de Massa
Divulgação
Raul Boesel acredita que bom momento de Alonso complica situação de Massa
Abismo dentro da Ferrari

Contrastando com o ótimo momento de Alonso, Felipe Massa vive péssima fase na Ferrari . Enquanto o espanhol tem 61 pontos no campeonato, o brasileiro fez apenas dois, ficando atrás de Alonso em todos os classificatórios e corridas.

“Infelizmente, esse sucesso do Alonso está comprometendo a vida do Massa, deve estar abalando a parte psicológica. Na classificação na Espanha, a Ferrari mandou o Massa na hora errada, acabou pegando tráfego, é uma sequência de coisas que dá errado por causa disso”, explica Boesel.

“Aparentemente, o Alonso tem sido 2 ou 3 décimos mais rápido. Como larga sempre na frente, é mais constante. Enfim, uma somatória de coisas. Além das comparações, que sempre abalam”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.