Tamanho do texto

Rosberg venceu o GP da Austrália de Fórmula 1 neste domingo, mas Hamilton abandonou com problemas logo no começo

Os pilotos da Mercedes acabaram em situações opostas o Grande Prêmio da Austrália, corrida que abriu a temporada da F1 neste domingo. Nico Rosberg, que havia largado em terceiro, pulou para a ponta na largada e venceu. Já Lewis Hamilton, que era o pole position, abandonou a prova ainda no começo. Apesar dos resultados diferentes, o discurso dos pilotos é parecido. Eles falam em evoluir para a próxima corrida. 

Deixe seu recado e comente com outros leitores


Rosberg elogiou muito o carro, mas acredita que ainda há o que melhorar. "Tive um carro incrivelmente rápido. Foi um prazer guiar este grande carro. Já estou ansioso para as próximas provas. Será complicado e nada está 100% bom. Há muito trabalho pela frente e eu estou animado para buscar o acerto", declarou.

A ultrapassagem no início foi comemorada por Rosberg, mas o problema no motor que tirou Hamilton da corrida o faz reforçar o discurso pedindo por melhoras. "Eu não tenho certeza do que ocorreu com nosso outro carro, mas isto mostra que ainda não estamos 100% prontos. Sabemos disto, o time fez um grande trabalho para que eu pudesse ter um carro muito bom hoje, mas muito trabalho ainda tem de ser feito", destacou.

O inglês teve falhas no motor Mercedes - um dos seis cilindros não funcionou e o ele foi para os boxes no quarto giro, encerrando sua participação. Mais do que melhorar, o piloto quer se recuperar. "O trabalho feito na fábrica por dias e noites é extremamente estressante, e ter que parar tão cedo depois de um começo de fim de semana tão forte é difícil para todos. Vamos nos recuperar", declarou Hamilton. 

"Assim que eu fui para a pista, notei que tinha muito menos potência do que normalmente. Me pediram para levar o carro aos boxes, porém, num primeiro momento, achei que dava para continuar. Depois, não teve jeito e tive de entrar", explicou Hamilton. 

Agora a Mercedes tem até o dia 30 de março, data do GP da Malásia, para fazer os ajustes.  "Temos agora duas semanas para identificar tudo que pode ser melhorado. Durante este final de semana, fizemos muitas mudanças no carro", afirmou Nico Rosberg. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.