Tamanho do texto

Federação Internacional de Automobilismo vai discutir as mudanças do regulamento da temporada 2014

Jean Todt é o presidente da FIA
Arquivo iG
Jean Todt é o presidente da FIA

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) convocou todas as equipes da Fórmula 1 para uma reunião de cúpula em Genebra, na Suíça, para abordar o futuro da modalidade. De acordo com informações da revista Autosport, a reunião será no dia 22 e a pauta da reunião vai tratar das mudanças no regulamento e o novo teto orçamentário da Formula 1 para 2015.

Deixe seu comentário para a notícia

Em 2013 os chefes da F1 concordaram em implementar um novo e mais rigoroso sistema de controle de custos a partir de 2015. Entretanto, os times ainda precisam negociar o texto final da proposta. Assim, o foco central desta reunião pode ser a determinação de quais áreas serão cobertas por este novo controle.

Em 2013, Stefano Domenicali, mandatário da Ferrari, revelou que a equipe italiana apresentou a proposta na qual o teto orçamentário seja individualizado, com cada escuderia ganhando valores proporcionais às suas conquistas no Mundial. "Nós colocamos na mesa uma ideia em que, ao invés de termos uma abordagem igualitária, fazemos algo diferente - pois, para ser justo, nós estamos falando de algo que só vai afetar os times grandes, não os pequenos, que estão prontos para morrer", disse, na ocasião.

Em entrevista à Autosport , que informou a existência da reunião de daqui a cerca de uma semana, o chefe da Lotus, Eric Boullier, destacou que o grande desafio das equipes é garantir que o teto orçamentário provoque o máximo de equilíbrio possível entre os times, evitando que somente algumas escuderias tenham condições de obter bons resultados durante a temporada.

"Em princípio, temos de entender que temos talvez três ou quatro equipes que podem se dar ao luxo de gastar de duas a três vezes o orçamento médio do resto do grid", comentou. "Para mim, o problema não é o que eles gastam, pois, de certa forma, quanto mais eles gastam, melhor é para a F1", disse. "Mas nós precisamos ter uma competitividade que permita que a maioria dos times brigue pelo pódio. Se você tem sempre o mesmo vencedor, como tivemos no passado, isso pode ser perigoso para a F1", acrescentou.

Em 2014, as disputas da Formula 1 começam no dia 16 de março, com o Grande Prêmio da Austrália e, diferente dos últimos três anos, não serão finalizadas no Brasil. A corrida em Interlagos será a penúltima da temporada, que chegará ao seu fim em 24 de novembro, em Abu Dhabi. Outra mudança será em relação ao número de provas: ao invés das 22 etapas previstas, serão ‘apenas’ 19.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.