Tamanho do texto

Não há previsões para entrevistas coletivas, mas o hospital pede que apenas as informações oficiais sejam relevadas

Michael Schumacher na neve
DIVULGAÇÃO/FERRARI
Michael Schumacher na neve

O Hospital de Grenoble, onde Michael Schumacher está internado há oito dias, divulgou um novo boletim médico sobre o caso do alemão. Segundo a equipe que trata o heptacampeão mundial de Fórmula 1, em coma induzido desde o último domingo, ele segue em estado crítico e estável.

Hakkinen envia carta a Schumacher e faz pedido ao alemão: 'Vença esse desafio'

"O estado clínico de Michael Schumacher é estável e constantemente monitorado pelos médicos que o tratam. No entanto, a equipe médica responsável ressalta que não parará de considerar sua condição como crítica", diz a nota emitida pelo Hospital de Grenoble.

O documento afirma ainda que não há previsões para entrevistas coletivas e pede que apenas as informações oficiais liberadas pelo hospital ou pela empresária do alemão sejam levadas em consideração.

Confira imagens da carreira de Schumacher:

Schumacher sofreu um acidente no último domingo, enquanto esquiava na Estação de Méribel, na França. Ele bateu a cabeça contra uma rocha, foi atendido consciente no local e depois levado de helicóptero ao Hospital de Grenoble, onde está, desde então, em coma induzido. Até agora, ele já passou por duas cirurgias, que visam a aliviar a pressão intracraniana.

Em nota oficial, assessora condena especulações sobre estado de Schumacher

Durante o período de internação, o maior campeão da história da Fórmula 1 completou 45 anos de idade. Do lado de fora do Hospital de Grenoble, fãs do piloto e da Ferrari fazem vigília por sua recuperação.

Schumacher teria sofrido o acidente quando saiu da pista de esqui para ajudar uma criança, filha de um amigo. Ele também estava na companhia de seu filho de 14 anos, já interrogado pela polícia. A câmera de vídeo acoplada ao capacete do heptacampeão da F-1 também foi entregue às autoridades.