Tamanho do texto

Autoridades estiveram no local para coletar vestígios do acidente que envolveu o ex-piloto Michael Schumacher

Schumacher sofreu acidente de esqui nos Alpes Franceses
AP
Schumacher sofreu acidente de esqui nos Alpes Franceses

As causas do acidente do ex-piloto Michael Schumacher ainda estão sendo investigadas pelas autoridades na França. De acordo com a rádio local  RMC, o Ministério Público em Albertville e a Polícia de montanha de  de Bourg St-Maurice estiveram no local do acidente para coletar evidências e, na análise preliminar, apontaram que o aleão estava dez metros fora do limite da pista de esqui. 

Deixe o seu recado e comente com os outros leitores

A prática do esqui fora de pista tem o risco de contar com irregularidades no percurso, podendo conter rochas e arbustos, além da diferenciação da neve. As rotas demarcadas são niveladas por máquinas, que acabam tirando pedras e outros obstáculos.

Ainda de acordo com a publicação, o acidente com o ex-piloto teria sido originado por "outras circunstância" e não o excesso de velocidade. O jornal britânico Daily Mirror declarou que Schumacher estava entre 60 km/h e 101 km/h no momento em que se chocou a uma rocha nos Alpes franceses.

Segundo a empresária dele, Sabine Kehm, Schumacher foi à beira da pista para ajudar um dos amigos presente que havia sofrido uma queda. "Um amigo caiu e Michael o ajudou a levantar", disse ela à  RTL , da Alemanha. 

Os primeiros resultados da investigação obtidos pelos vestígios deixados na rocha mostram que a queda foi causada pelo choque de um dos esquis com o seixo - fragmento da rocha - semelhante a um revestimento "underlayment". 

No último domingo, Schumacher chocou-se com uma rocha enquanto esquiava numa pista sem sinalização na estação de esqui Meribel, e desde então segue internado em coma induzido na UTI do hospital de Grenoble. Ele passou pela segunda cirurgia nesta terça-feira e reagiu bem ao tratamento, de acordo com os médicos. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.