Tamanho do texto

Rádio RMC, da França, noticia que quadro do ex-piloto alemão é grave depois de acidente de esqui neste domingo

De acordo com a rádio francesa RMC, o ex-piloto Michael Schumacher está com hemorragia cerebral grave depois de sofrer um traumatismo craniano decorrente do acidente de esqui em que bateu com a cabeça contra uma pedra na estação de Méribel, em Saboia, na fronteira entre França e Itália, neste domingo.

Nem a assessoria de imprensa nem o hospital francês onde Schumacher está internado se manifestaram de forma oficial sobre o estado do ex-piloto de Fórmula 1 após o acidente de esqui que sofreu neste domingo próximo a Grenoble, nos alpes franceses.

A única manifestação pública dada sobre o acidente dá conta que o piloto sete vezes campeão mundial não corre risco. Ele usava capacete e estava consciente quando foi socorrido. 

"Michael Schumacher foi levado de helicóptero ao hospital em Moutiers e ficou um pouco abalado, mas consciente. É um ferimento na cabeça, mas não é muito grave", disse à agência Reuters Christophe Gernignon-Lecomte, diretor da estação de esqui de Méribel, onde ocorreu o acidente.

O médico Gérard Saillant também está no hospital para auxiliar os profissionais de Grenoble no tratamento do heptacampeão da Fórmula 1. Saillant é reconhecido na medicina esportiva e já realizou uma cirurgia na perna de Schumacher em 1999. O ex-jogador Ronaldo é outro astro do esporte que esteve sob os cuidados de Saillant.

Campeão de Fórmula 1 em sete oportunidade, Schumacher se aposentou pela segunda vez em dezembro de 2012, após um retorno decepcionante às pistas. Ele havia se retirado pela primeira vez em 2006. Ao longo da carreira, o alemão conquistou 91 vitórias e 68 poles.