Tamanho do texto

Pilotos poderão escolher entre os números 2 e 99; atual campeão, Vettel terá direito ao número 1 se quiser; GP de Abu Dhabi dará 50 pontos a seu vencedor

Vettel carregou o número 1 em 2013 e poderá ficar com ele se quiser no ano que vem
Paulo Whitaker/Reuters
Vettel carregou o número 1 em 2013 e poderá ficar com ele se quiser no ano que vem

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou nesta segunda-feira algumas mudanças no regulamento da Fórmula 1 para 2014. O Conselho da entidade aprovou, por unanimidade, que os pilotos terão numeração fixa e que a última corrida do ano, o GP de Abu Dhabi, terá pontuação dobrada.

O que você acha das mudanças implentadas para a F1 em 2014? Deixe seu comentário

A primeira medida visa facilitar a identificação dos competidores. Até este ano, os números pertenciam às equipes e eram distribuídos conforme suas colocações nos campeonatos anteriores. Por exemplo, a Red Bull, por causa do título de Sebastian Vettel, teria os carros 1 e 2; a Mercedes, vice-campeã na disputa de construtores, 3 e 4; e assim por diante.

Agora, todos os pilotos poderão escolher entre os números 2 e 99. Vettel terá direito ao número 1, mas pode optar por qualquer outro se preferir.

Quanto à mudança na pontuação da última corrida, é uma medida para evitar que aconteça em 2014 o mesmo de 2013, quando o alemão da Red Bull conquistou o título com quatro provas de antecipação.

Assim, o GP de Abu Dhabi, que encerrará o calendário da próxima temporada, dará a seu vencedor 50 pontos, contra 36 do segundo colocado.

Outras alterações foram que penalidades pequenas serão punidas com acréscimo de cinco segundos nos tempos dos pilotos; que será realizado um teste de pneus, convocado pela Pirelli, entre os dias 17 e 19 de dezembro de 2013 no Bahrein com as equipes Red Bull, Mercedes, Ferrari, McLaren, Force India e Toro Rosso; e que haverá um limite de gastos a ser definido em janeiro de 2015.