Tamanho do texto

Ex-chefe da escuderia alemã diz que vai decidir seu futuro apenas em março do ano que vem

Ross Brawn
Getty Images
Ross Brawn

Ross Brawn deixou o comando da Mercedes na semana passada e ainda não definiu o seu futuro. Entretanto,  ex-chefe da escuderia alemã quer férias da Fórmula 1. 

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Vou fazer uma pausa por uns tempos e ver como as coisas vão acontecer. Quero ter alguns meses de folga e ver alguns jogos, porque antes não tinha tempo para assistir. Agora poderei acompanhar. Por volta de março, vou decidir o que fazer", disse à rádio Absolute.

Leia também: Assessora conta como domou Senna: “Ele demorou mais de ano para entender”

O inglês, que estaria insatisfeito com as suas funções na equipe alemã, revelou a sua infância em Manchester. "Nasci em Manchester. Lá, a maioria é de torcedores do City. Quando fui pra escola, todos odiavam o United, mas me converti e passei a torcer", comenta Brawn, que ainda tem currículo passagens pela Ferrari e McLaren. 

Ross Brawn prefere deixar o seu futuro totalmente aberto e diz que, depois das férias, pode seguir na Fórmula 1 ou mesmo em outro segmento. "Se eu me envolver novamente com esporte a motor, será na Fórmula 1, mas tenho a mente muito aberta. Depende do que me motivar e do que as pessoas me oferecerem. Vamos ver o que vai acontecer", finalizou.

O dirigente fez história ao chefiar os sete títulos de Michael Shumacher na Ferrari. Depois da saída da Mercedes, ele chegou a ter seu nome especulado pela Williams, nova equipe de Felipe Massa. 

*com Gazeta


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.