Tamanho do texto

O piloto espanhol agradeceu os elogios feitos por Martin Whitmarsh, chefe da equipe britânica, mas afirmou que seguirá na equipe italiana

O espanhol Fernando Alonso rejeitou qualquer possibilidade de deixar a equipe Ferrari e se transferir para a McLaren para o próximo Campeonato Mundial de Fórmula 1. O piloto se disse honrado com os elogios feitos por Martin Whitmarsh, chefe do time britânico, mas ressaltou que seguirá defendendo a escuderia italiana.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Fernando Alonso abre o sorriso nos boxes da Ferrari durante treino
AP
Fernando Alonso abre o sorriso nos boxes da Ferrari durante treino

A imprensa europeia aponta que o piloto espanhol seja alvo de desejo da McLaren, que ainda não anunciou sua dupla de competidores para o Mundial de 2014. Whitmarsh ressaltou que Alonso é um dos melhores pilotos do grid e que toda equipe gostaria de tê-lo.

"Falo isso todo fim de semana e não sei porque tenho que repetir. Amo a Ferrari e vou ficar aqui até o fim", disse Alonso, que tem contrato com a escuderia italiana até 2016. "É bom ver esses comentários, mas não quero sair. Tenho mais três anos na Ferrari e espero ter outros se conseguirmos estender o contrato", completou.

Alonso correu pela McLaren na temporada de 2007, em que fez parceria com o britânico Lewis Hamilton. Depois de um ano de atritos com a equipe, ele retornou à Renault, em que ficou por mais dois Mundiais, antes de se transferir para a Ferrari.

"É bom ter chefes de equipe dizendo todo ano que respeitam meu trabalho, especialmente na McLaren, já que dizem tanto que tive muitos problemas lá. Mas sempre afirmei que não tenho problemas com ninguém. Foi só a filosofia do time, ou no máximo uma pessoa que não está mais lá", afirmou o espanhol.

No Mundial de 2014 da Fórmula 1, a dupla de pilotos da Ferrari será composta por Fernando Alonso e Kimi Raikkonen, contratado para ocupar o lugar do brasileiro Felipe Massa, dispensado depois de oito anos como titular.