Tamanho do texto

Brasileiro largou em 10º lugar, conseguiu se recuperar na segunda parte da prova e cruzou a linha na 7ª colocação

Felipe Massa no GP da Bélgica de F1
Reuters
Felipe Massa no GP da Bélgica de F1

O brasileiro Felipe Massa teve problemas no GP da Bélgica de Fórmula 1, neste domingo. O piloto da Ferrari, que havia largado em 10º, conseguiu acabar em 7º, mas encarou pane no volante, falha no kers e também admitiu falhas logo na primeira curva. 

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Acho que o maior problema da minha corrida foi na primeira curva. Eu larguei bem e tinha até passado um carro. Fui para o lado esquerdo e freei tarde. Havia um carro do lado de fora que voltou em cima de mim. Precisei frear e perdi a chance de subir quatro ou cinco posições", afirmou Massa.

Leia também: Vettel vence o GP da Bélgica, e Alonso retoma vice-liderança na Fórmula 1

O piloto ainda comentou os problemas técnicos. "Meu volante apagou durante algumas voltas e nada funcionava. Não conseguia ver nada no volante nem usar o Kers, o que era um problema sério naquele momento, com muitos carros em volta. O volante apagou a acendeu algumas vezes e depois voltou", relatou.

Massa precisou usar um mecanismo alternativo dentro do carro para comunicar o problema à equipe pelo rádio, já que normalmente o volante também regula o equipamento. 

Com todos os tropeços, brasileiro chegou a ficar em 12º lugar e conseguiu se recuperar na segunda parte da corrida. "Até que conseguimos nos recuperar bem depois, mas perdemos muito tempo na primeira curva", declarou Massa, ameaçado de perder sua vaga na Ferrari em 2014.

Ele terá a chance de mostrar serviço em casa, já que a próxima corrida será no dia 8 de setembro, na Itália, com o GP de Monza. 

*com agências

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.