O que mudou para aproximar São Paulo de Bustos e Ferraresi? A falta de interessados
Rafael Ribeiro
O que mudou para aproximar São Paulo de Bustos e Ferraresi? A falta de interessados


Você leu no início de julho aqui no LANCE! sobre o interesse do São Paulo na dupla de Nahuel do Grupo City - o atacante Bustos e o zagueiro Ferraresi. Desde então, o presidente Júlio Casares desmentiu as negociações, os nomes dos jogadores apareceram ventilados em outros clubes e o negócio que parecia distante voltou a esquentar. Mas qual o motivo? A falta de interessados nos atletas.


GALERIA
+ Confira as notas da equipe L! ao elenco do São Paulo na derrota para o Athletico pelo Brasileirão


O L! apurou que apesar da oferta são-paulina soar interessante (conforme revelado pela reportagem envolveria até a prioridade de compra de revelações da tricolor), o conglomerado árabe que administra diversas equipes pelo mundo queria dinheiro para liberar a dupla. O que não aconteceu até o momento.

Bustos, que parece ter a situação mais encaminhada para reforçar o Tricolor, foi também o mais assediado durante a janela de transferências. Viu o Galatasaray, da Turquia, recuar de uma oferta de compra. E o Internacional desistir da negociação após descobrir que ele atua pelos lados do campo, e não como um centroavante. O River Plate, gigante de seu país natal, também declinou sem nem mesmo iniciar negociações formais.

O caminho ficou livre para o São Paulo. E o Grupo City tem interesse em ver Bustos atuar em uma liga mais competitiva que a segunda divisão da Espanha, onde jogou pelo Girona na última temporada, onde jogou 44 vezes e marcou 11 vezes.

Segundo o L! apurou, o City aceitou emprestar Bustos por uma temporada com opção de compra ao final. O valor é mantido em sigilo. Mas o conglomerado pagará parte dos salários do argentino, revelado pelo Talleres. O anúncio deve acontecer nesta terça-feira (2). Por parte do atacante, a empolgação é grande, já que desde o final de semana ele passou a seguir diversas páginas de redes sociais de dirigentes são-paulinos ou que falem do time. Na Argentina, o negócio é dado como certo.

Com Ferraresi, a situação é mais difícil, mas nem por isso complicada. O Grupo City queria negociar em definitivo o zagueiro venezuelano. O problema é que não houveram propostas do tipo.

Vice-campeão mundial sub-20 pela Venezuela, Ferraresi foi comprado pelo conglomerado ainda jovem. Chegou a treinar com Josep Guardiola para ser incluso no plantel do Manchester City, principal equipe do grupo, mas não foi aprovado.

Desde então peregrina pelo futebol português. Passou pelo Porto e Moreirense e atuou a última temporada pelo Estoril. O Grupo City esperava uma oferta de time médio europeu para compra em definitivo. Não apareceu. Somente novas tratativas para tê-lo por empréstimo. Diante desse cenário, há o entendimento de que seria melhor ele atuar na América do Sul.

Os dois Nahuels são sonhos antigos do gerente de futebol tricolor, Rui Costa. O dirigente também tentou a contratação de Ferraresi no Atlético-MG, seu antigo clube, a pedido de Dudamel, que comandou o jogador na seleção de base de seu país e passou pela equipe mineira. Mas o City chegou com mais dinheiro na ocasião. Mesma situação com Bustos.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa do Brasil-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários