Faixa-preta de Jiu-Jitsu e embalado no MMA, Ricardo Evangelista mira chance no UFC
TATAME
Faixa-preta de Jiu-Jitsu e embalado no MMA, Ricardo Evangelista mira chance no UFC


Campeão do Pan, Europeu, Brasileiro e Abu Dhabi World Pro, o faixa-preta Ricardo Evangelista coleciona inúmeros títulos no Jiu-Jitsu, em diferentes graduações. Atualmente aos 36 anos, o veterano vem realizando sua transição para o MMA, e desde que estreou no esporte, em abril do ano passado, acumulou três vitórias e uma derrota - todas pelo evento Fury FC. Questionado sobre como tem feito para conciliar as duas modalidades, o peso-pesado respondeu:

- Tinha feito a minha inscrição para lutar o Mundial da IBJJF, porém recebi uma ligação do presidente do Fury me oferecendo um oponente. Conversei com meus coaches e resolvi aceitar a luta. O Jiu-Jitsu é minha vida, sempre estarei pronto para superlutas porque continuo treinando todos os dias com os meus alunos na Renzo Gracie MBV (@renzograciembv), mas hoje meu foco é o MMA. Aliás, fica aqui o convite para quem estiver vindo ao Texas (EUA) e quiser conhecer a academia, será muito bem vindo - enfatizou o brasileiro.

No MMA, Ricardo Evangelista assinou o seu primeiro contrato com o Fury FC, tradicional evento norte-americano. Ele começou com um triunfo e um revés, mas já emplacou duas boas vitórias ainda este ano. Primeiro, venceu Mario Moore, e mais recentemente, no início de junho, superou Jose Evans pelo Fury FC 64. Animado com a boa fase, o lutador espera manter o ritmo depois de se recuperar das lesões da última batalha.

- Sem dúvida penso em manter um bom ritmo de lutas, mas agora realmente preciso descansar um pouco. Fiz duas lutas de MMA em um intervalo de 41 dias, a primeira em 24 abril, e a segunda no dia 5 junho, onde no final da luta acabei lesionando meu dedo. Preciso me recuperar para voltar ainda melhor - projetou.

Categoria mais escassa de atletas, a divisão dos pesos-pesados no UFC está sempre de portas abertas para novos nomes. Com um currículo vitorioso no Jiu-Jitsu e ganhando cada vez mais espaço no MMA, não deve demorar muito para Ricardo Evangelista chamar a atenção do Ultimate. Empresariado por Ali Abdelaziz, que cuida da carreira de grandes estrelas do esporte, o brasileiro não escondeu seu desejo de atuar pela maior organização de artes marciais mistas do mundo.

- Qual atleta não sonha em ser contratado pela maior organização de MMA? Vou continuar fazendo meu trabalho com foco e determinação, melhorando minhas performances a cada luta e esperar que o meu manager, Ali Abdelaziz, encontre a melhor maneira para eu poder representar o Brasil no UFC - encerrou.

Apesar de ser especialista na arte suave, um dado curioso é que Ricardo Evangelista venceu todos os seus confrontos no MMA por nocaute ou nocaute técnico, sendo dois no primeiro e o último no segundo round.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários