Brasil vence a Austrália sem sustos na estreia na Liga das Nações masculina de vôlei
Web Vôlei
Brasil vence a Austrália sem sustos na estreia na Liga das Nações masculina de vôlei


Um passeio. Assim pode ser definida a estreia do Brasil na Liga das Nações masculina (VNL), nesta quarta-feira, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. A Seleção passeou e conquistou o triunfo sobre a Austrália em sets diretos, parciais de 25-14, 25-18 e 25-21. Agora, volta às quadras nesta quinta, novamente às 21h, contra a Eslovênia, que vem de uma derrota também por 3 a 0 para os Estados Unidos.

>>> Flamengo inaugura arena de beach tennis na Gávea e dá rumo a espaço do beach soccer que ficou sem uso


Sem Lucarelli, lesionado, e Leal, poupado, Renan Dal Zotto escalou Rodriguinho e Adriano como titulares nas pontas. No meio da segundo set, ele testou Vaccari, voltando com Rodriguinho na parceira parcial. O treinador voltou a optar pelo revezamento entre os líberos, com Thales no passe e com Maique na defesa.

Como já havia acontecido no amistoso do último domingo, contra o Japão, Alan foi o principal destaque ofensivo do Brasil. Recuperado de uma cirurgia no pé, tendo ficado quase seis meses sem atuar, o oposto demonstra estar muito bem fisicamente e vai ganhando ritmo de jogo.

No mais, o Brasil usou o jogo quase como um treino de luxo. Apenas no terceiro set, o time australiano, já bem modificado em relação ao início, conseguiu se impor, chegando a ficar em vantagem no placar. Aí aconteceu algo bem inusitado no vôlei profissional. Partida interrompida por mais de dez minutos após um problema no software da súmula, que não creditou uma substituição, forçando checagem no rodízio da Austrália, com times e torcida pouco entendendo o que se passava.

Alguns jogadores aproveitavam o som do DJ para uma dança, tentativa de manter o aquecimento. Depois de muito impasse, a partida foi reiniciada, com o Brasil perdendo por 11-9. A reação dos donos da casa foi imediata, com a virada acontecendo no 13-12, para encaminhamento da vitória por 3 sets a 0.

BRASIL : Bruninho, Alan, Rodriguinho, Adriano, Lucão, Flávio e Thales (líbero). Entraram: Maique (líbero), Cachopa, Franco, Vaccari e Isac. Técnico: Renan Dal Zotto.
AUSTRÁLIA : Dosanih, Pope, Senica, Garrett, Beau, Weir e Perry (líbero). Entraram: Butler, Heptinstall, O´Dea. Técnico: David Preston.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários