Abel analisa goleada do Palmeiras e alfineta críticos: 'Gosto de fazer gols, ao contrário do que pensam'
Lance!
Abel analisa goleada do Palmeiras e alfineta críticos: 'Gosto de fazer gols, ao contrário do que pensam'


O Palmeiras goleou o Botafogo por 4 a 0 , sem tomar conhecimento do adversário, e retomou a liderança do Brasileirão . Com o melhor ataque do Brasil neste ano, o Verdão de Abel Ferreira ainda é chamado de "defensivos", o que o treinador mais uma vez contrariou com outro resultado elástico. E o tema foi tratado pelo treinador.

GALERIA
> Relembre as contratações do Palmeiras na Era Anderson Barros

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Em entrevista coletiva após o jogo desta quinta-feira, Abel explicou como ele e seu time gostam de jogar, e reforçou que não é seu desejo abdicar da bola, mas sim atacar quando puder atacar, e defender quando precisar defender, sempre buscando fazer gols, como aconteceu nesta noite diante da equipe carioca, que sofreu.

- Eu já disse que uma coisa que eu não faço é abdicar de ter a bola, se os meus jogadores abdicarem de ter a bola, nós não vamos defender, eles sabem disso, eu os desafio a fazer isso. Não querem defender, não tenham a bola. Fiquem com bola. Agora, nós não jogamos sozinhos, os adversários mudam. O objetivo é fazer gols, eu gosto de fazer gols, ao contrário do que alguns pensam, a minha intenção é defender para atacar, e atacar para defender, porque as duas coisas estão ligadas, eu não defendo por defender, eu me defendo porque o meu adversário me obriga a defender, se o adversário não me obrigar a defender, sou eu que vou atacar - declarou o técnico.

Abel também aproveitou para cutucar aqueles que o criticaram, e ainda criticam, pela forma com que o Verdão enfrentou o Chelsea, na final do Mundial de Clubes, quando acabou derrotado na prorrogação, com um gol de pênalti a poucos minutos do final.

- Para os professores de Deus que acham que no Mundial nós abdicamos de atacar, não, o adversário é mesmo bom, e há adversários que são melhores do que nós, treinadores melhores do que eu e nós temos que entender isso.

Mesmo com os recados para os "haters", Abel Ferreira também usou o espaço para fazer elogios aos seus jogadores, que para ele estão cada vez mais apaixonados por competir e acabam vencendo. No entanto, ele voltou a atentar para o futuro, por causa do calendário. A promessa é de lutar sempre para ganhar todas as partidas.

- É dar o parabéns pela consistência e pela mentalidade dos nossos jogadores, essa é a nossa identidade, é entrar no campo, quando tiver bola, é pressionar, atacar, é assim a nossa forma de jogar, é assim que eles gostam e eu gosto muito de ver quando os jogadores estão apaixonados por competir e tem amor pelo jogo, que foi o que vimos por aqui, por consequência acaba sendo normalmente um resultado positivo - disse o português, antes de completar:

- Volto a falar aqui, não sei o que vai ser o futuro, somos a equipe que tem mais jogos neste ano, ficamos sem jogadores para as seleções, voltaram os jogadores e eu não sei o que será o futuro, podemos ter uma quebra, como já tivemos e temos que estar preparados para isso. Eu sei que a expectativa está muito alta, os nossos reforços têm vindo do nosso esforço e por mérito dos nossos jogadores, tem corrido bem, mas como digo, não vamos ganhar sempre, mas temos sempre a obrigação de lutar para ganhar - concluiu.

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo, às 18h, para enfrentar o Coritiba, no Couto Pereira, pela 11ª rodada do Brasileirão-2022. Com mais uma vitória, o Verdão permanece na liderança.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários