Brasileiro analisa diferenças da prática esportiva nos EUA e no Brasil
Lance!
Brasileiro analisa diferenças da prática esportiva nos EUA e no Brasil


O brasileiro costuma ser apontado mundo afora como um povo fisicamente ativo, com gosto pela prática esportiva. Já o americano, apesar de sempre destacar-se nos Jogos Olímpicos e em outras competições, não costuma ser visto como um povo ativo, talvez em função da cultura do fast food. E, apesar desse estereótipo, de acordo com um empresário carioca que mora nos EUA, a realidade é diferente.

Expert em investimentos imobiliários nos EUA, João Souza aponta que os americanos são até mesmo mais assíduos na prática esportiva que os brasileiros. Segundo o empresário, que mora em Orlando, na Flórida, a atividade física ao ar livre é algo habitual por lá.

“Os americanos são tão focados ou até mais focados que os brasileiros nos exercícios. Mas aqui nos EUA o que eu mais vejo é a prática de exercícios ao ar livre, como era no Brasil há algumas décadas, com muita gente mesmo passeando de bicicleta ou correndo ao ar livre. O americano acha a parte física essencial para recuperar as energias e manter o equilíbrio do corpo e da mente”, destacou.

“Muitos brasileiros imaginam que o americano coma mal e seja sedentário, mas a realidade aqui é bem diferente. Inclusive, eles investem massivamente nas crianças, incentivando a prática esportiva desde a escola. E o resultado disso é o grande número de títulos que eles costumam levar nas competições internacionais”, completou.

Antes de se mudar para os EUA, João teve uma carreira de grande destaque na área de logística e transporte de cargas no Brasil. Aos 34 anos, o jovem empresário tem procurado adaptar-se à cultura americana na prática de atividades físicas.

“Tenho que fazer a minha caminhada todos os dias na rua, assim como os americanos tradicionalmente fazem. A grande maioria das calçadas possui lugar específico para as bicicletas ou para correr e caminhar. Então, essa pista facilita a prática de exercícios. Eu também não abro mão da musculação na academia três vezes por semana e nos demais dias foco nos exercícios ao ar livre”, contou.

Além de quebrar o estereótipo de que os americanos podem não ser tão adeptos da prática de atividades físicas, João também destaca uma simpatia deste povo - característica que talvez não seja conhecida de grande parte das pessoas no Brasil.

“Uma característica legal do americano é a de se cumprimentarem durante as corridas e caminhadas. Vejo muita gente com os seus cachorros de estimação também passeando no final da tarde. Outra curiosidade é a de o pessoal que corre em horários mais avançados da noite, mas aqui é calmaria total, não tem risco para a segurança”, concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários