Parceria da comissão técnica da Seleção com a Juventus foi essencial para atuação de Alex Sandro
Alexandre Guariglia
Parceria da comissão técnica da Seleção com a Juventus foi essencial para atuação de Alex Sandro


A Seleção Brasileira goleou a Coreia do Sul por 5 a 1 , na última quinta-feira, em Seul. O grande destaque da partida foi o lateral-esquerdo Alex Sandro , que sofreu dois pênaltis e teve participação efetiva no ataque. E esse desempenho tem relação direta com uma parceria entre a comissão técnica do Brasil e a preparação física da Juventus, que trabalharam para deixar o jogador em boas condições.

GALERIA
> Neymar fica próximo de Pelé: veja os maiores artilheiros da Seleção

TABELA
> Veja tabela e simulador da Copa do Mundo-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Por meio do planejamento de Juninho Paulista, coordenador de seleções, a CBF tem oferecido ao estafe da Amarelinha todo o suporte para estar próximo dos jogadores que estão no radar da Copa do Mundo. Alex Sandro é um deles e uma prova de como esse trabalho próximo tem funcionado bem para este ciclo do Qatar.

- O Juninho (Paulista, coordenador) tem nos proporcionado acompanhar os atletas muito próximos, o Fábio (Mahseredjian, preparador físico) esteve na Juventus com o Cléber Xavier (auxiliar), e pode falar de cadeira o trabalho que a gente tem feito com esses 50 jogadores que a gente está mapeando, ou com contato ou de forma mais direta - explicou Tite em entrevista coletiva.

Na segunda metade da última temporada europeia, que aconteceu no primeiro semestre de 2022, Alex Sandro sofreu com lesões e acabou ficando fora de alguns jogos do Campeonato Italiano. Como afetou sua sequência, também acabou influenciando em sua qualidade de jogo. Foi aí que o contato próximo dos profissionais da comissão de Tite fez a diferença na rotina do lateral brasileiro da Juve.

- O contato pessoal com os preparadores físicos da Juventus para ajustar essa situação não foi passar por cima da Juventus, essa comunicação é para que o jogador atinja seu melhor nível e estar pessoalmente lá é fundamental para que a gente atinja esse desempenho, que é um trabalho "invisível" - ponderou Tite.

- O Alex Sandro teve um grande jogo contra o Uruguai, e foi por aquele lado esquerdo que começou hoje (quinta-feira), com Alex, com Neymar e Paquetá, depois ele teve um desgaste, uma lesão e ele não conseguiu manter o nível, então a gente teve uma visita, conversamos com ele para trabalhar, buscar essa recuperação e ele foi desenvolvendo. Eu assisti ao último jogo dele no Campeonato Italiano, pela Juventus, e mandei mensagem com alguns lances e parabenizando que ele atingiu de novo o ritmo com o qual ele apresenta seu melhor futebol - disse Cléber Xavier, auxiliar de Tite.

E esse melhor futebol que Cléber Xavier explicou na frase acima foi justamente o que Alex Sandro demonstrou diante da Coreia do Sul. Com um poder defensivo muito grande e um preparo físico muito bom para também estar no ataque, ele cumpriu sua função atrás e fez a diferença na frente, com dois pênaltis sofridos na partida.

- Ele tem uma leitura defensiva muito alta, um jogo por trás, de apoio, de chegada. Contra o Peru ele também sofreu um pênalti de infiltração, então ele equilibra bem os lances defensivos e, como construtor, tem bom jogo. Então ele estando bem fisicamente e voltando a esse nível, ele consegue fazer esse bom jogo como ele fez.

Alex Sandro deve ser um dos convocados de Tite para a Copa do Mundo do Qatar, e muito provavelmente deverá ser titular da Seleção no torneio de 2022. A comissão técnica do Brasil, por sua vez, vai continuar monitorando e garantindo, de perto, a melhor condição física de seus jogadores nesses próximos meses antes do mundial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários