Estreante em finais da NBA, Al Horford lidera impressionante vitória dos Celtics em pleno Chase Center
Lance!
Estreante em finais da NBA, Al Horford lidera impressionante vitória dos Celtics em pleno Chase Center


Faltavam 25 segundos para o fim do primeiro jogo das finais da NBA entre Golden State Warriors e Boston Celtics . Na TV, Al Horford enchia a tela enquanto sorria e mandava um beijinho para alguém no ginásio. Poucas imagens poderiam retratar tão bem o que ainda estava por acabar no Chase Center, em San Francisco.

+ Veja os melhores memes da goleada do Brasil

Ao vencer por 120 x 108 alguns segundos depois daquela cena, o Boston Celtics roubou o mando de quadra das finais fazendo o que Denver Nuggets, Memphis Grizzlies e Dallas Mavericks não haviam conseguido: derrotar os Warriors em seu próprio território nos playoffs.

Mas por que Al Horford estava em foco em vez de seus colegas mais estelares, como Jayson Tatum e Jaylen Brown? Jogando sua primeira final em 15 anos de liga, o veterano deixou a quadra como cestinha dos Celtics, com 26 pontos, e ainda converteu seis bolas de três pontos pela primeira vez na carreira.

- Foi muito divertido. Eu só queria entrar em quadra e aproveitar este momento - explicou o pivô em entrevista logo após o jogo, e ainda completou:

- O grupo que iniciou o último quarto fez um ótimo trabalho ditando o ritmo e o resto do time seguiu - elogiou.

Sobre as seis bolas de três convertidas, Horford foi humilde e jogou para o time.

- Eu sempre tento jogar do jeito certo. Hoje meus companheiros me encontraram na quadra e eu converti o arremesso - resumiu o pivô.

Al Horford sem dúvidas contribuiu demais para a vitória, especialmente com seus 11 pontos nos últimos cinco minutos de jogo. Foi ali que os Celtics emplacaram uma sequência de 17 x 0 para virar o jogo e decretar o resultado da partida. Mas o pivô também contou com outras atuações inspiradas.

Sabe aquela formação que Horford elogiou no último quarto? Ela foi liderada por Jaylen Brown. O ala dos Celtics terminou o jogo com 24 pontos, 7 rebotes e 5 assistências. Outro que foi fundamental foi o armador Derrick White. Ele saiu do banco para anotar 21 pontos e 3 assistências, com 5 bolas de três pontos. Já Marcus Smart, eleito o melhor defensor da liga na temporada, fez 18 pontos, 5 rebotes, 4 assistências, 2 roubadas de bola e 4 bolas de três pontos.

Ficou faltando alguém: Jayson Tatum. Embora não tenha tido a melhor noite em termos de aproveitamento, a jovem estrela de Boston fez sua presença ser sentida de outras maneiras em um jogo em que converteu apenas 3 de 17 arremessos. Tatum pegou 5 rebotes e distribuiu 13 assistências, novo recorde da carreira.

Do lado dos Warriors, o choque da primeira derrota diante de seus torcedores veio acompanhado de uma excelente noite de Stephen Curry, desperdiçada pelo resultado. Depois de anotar 21 pontos só no primeiro quarto, o armador fechou a partida com 34 pontos, 5 rebotes, 5 assistências e 3 roubadas de bola, com 7 bolas de três convertidas em 14 tentadas.

Andrew Wiggins anotou 20 pontos e pegou 5 rebotes, enquanto Klay Thompson terminou com 15 pontos em 6 de 14 nos arremessos. A grata surpresa foi o retorno de lesão de Otto Porter Jr., o melhor reserva da equipe na noite. Ele fez 12 pontos e pegou 4 rebotes em 24 minutos em quadra, convertendo 4 dos 5 arremessos de três tentados.

Em uma partida em que chutou, como time, acima dos 42% nas bolas do perímetro e ainda assim saiu derrotado dentro de casa, os Warriors de Steve Kerr terão que procurar os ajustes necessários para vencer um jogo dois que ganha contornos dramáticos.

O segundo confronto entre Warriors e Celtics está marcado para domingo, 5 de junho, a partir das 22h, novamente no Chase Center, em San Francisco.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários