Ruud orgulhoso: 'Hoje é um grande dia para o tênis norueguês'
TÊNIS NEWS
Ruud orgulhoso: 'Hoje é um grande dia para o tênis norueguês'


O norueguês Casper Ruud, 8º da ATP, comemorou sua classificação à semifinal de Roland Garros pela primeira vez na carreira, bem como a ida de sua compatriota Ulrikke Eikeri à final nas duplas mistas. Ruud prevê jogo duro contra Cilic.

“Estive nervoso o dia todos. Buscando um equilíbrio e calma. Eu também dormi um pouco, também aproveitei um pouco do atraso (do jogo anterior). Eu comecei bem, mas aí ele elevou o nível e tornou o jogo ainda mais difícil”, declarou ele ao ex-número 1 do mundo, o sueco Mats Wilander, na entrevista em quadra.

Wilander questionou sobre como foi lidar com um adversário 'imprevisível' e Ruud analisou: “Ele melhorou muito. Já o enfrentei 3 vezes e provavelmente sou o cara do circuito que mais o enfrentou, então sei mais ou menos como ele joga, mas ele tem se tornado cada vez mais perigoso e imprevisível como você disse. Ele joga sem medo e busca os grandes pontos e ele faz a coisa ser mais desafiante para você. Ele será um jogador perigoso por muitos anos”.

Ruud se garantiu em sua primeira semifinal de torneio de Grand Slam, no mesmo dia em que sua compatriota Ulrikke Eikeri, jogando ao lado do belga Joran Vliegen, alcançou a grande final de Roland Garros nas duplas mistas. Wilander o questionou sobre o tema: “Hoje é um grande dia para o tênis norueguês, com certeza. Nós temos a Eikeri fazendo final aqui nas duplas mistas, ela está um degrau acima de mim na campanha e vai lutar por seu maior título e eu lhe desejo sorte amanhã. Eu a apoio, mas terei de me preparar para a semifinal, preciso me focar nisso porque Marin tem tido uma grande semana e será um confronto difícil”.

Logo após conceder muitos autógrafos em quadra, Ruud conversou com o canal Eurosports e afirmou estar "muito orgulhoso" de sua performance: "Como você disse, muito provavelmente a pressão estava toda em mim, ele tinha tudo pra ganhar e nada a perder. Pra mim, era uma grande oportunidade de alcançar a semifinal de um Grand Slam, como cabeça de chave. Num quadrante em que o principal favoritos era (Stefanos) Tsitsipas, vice-campeão do ano passado. Então, claro como ele venceu Stefanos, eu tinha consciência que ele seria um jogador perigoso", afirmou ele em conversa coma ex-top 20 Barbara Schett.

Ruud confessou que ficou um pouco irritado ao levar a virada de Rune, quando tinha 6/1 3/2, mas sabia que poderia reverter: "Um jogo de Grand Slam tem altos e baixos e te dá possibilidades. Eu sabia que se precisasse jogar por mais 1h, estaria pronto, tenho físico para isso, então foi me centrar e fazer meu jogo".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários