Contra o Vila Nova, Diniz tem chance de superar o próprio retrospecto pelo Fluminense na Copa do Brasil
Lance!
Contra o Vila Nova, Diniz tem chance de superar o próprio retrospecto pelo Fluminense na Copa do Brasil


O recomeço de Fernando Diniz no Fluminense está indo de vento em popa. Após vencer o Junior Barranquilla (COL), pela Sul-Americana, e empatar com o Palmeiras fora de casa, pelo Brasileirão, o técnico prepara o elenco para enfrentar o Vila Nova, no Serra Dourada, em Goiânia. Pela Copa do Brasil, o professor terá a oportunidade de superar o desempenho de 2019 na competição, considerado abaixo das expectativas, especialmente contra clubes de menor expressão.

As duas primeiras rodadas de Diniz garantiram pontos importantes para o Flu, mas representaram algo além disso. O time, que antes não transmitia a mesma confiança do estadual, mudou a postura, lutou para arrancar a vitória do Junior no Maracanã e conseguiu. Depois, apresentou um bom desempenho no Allianz Parque , local em que o clube só havia perdido até então, e empatou. Assim, o Tricolor "compensou" os pontos perdidos em casa e o vacilo contra os colombianos na partida de ida.

Na Copa do Brasil, a estreia contra o Vila Nova terminou com festa pela virada e o gol de Fred, que transformou o camisa 9 no maior artilheiro da história da competição. Contudo, apesar do resultado, o sufoco acendeu um sinal de alerta. No primeiro tempo, o time goiano abriu o placar com Rafael Donato. No começo da segunda etapa, Pablo Dyego, ex-Flu, ampliou a vantagem para o adversário. Até o segundo gol, o Tricolor encontrou dificuldades para propor, e também não reagiu aos contra-ataques do visitante.

Veja a classificação da Série A do Brasileirão

Com a saída de Abel Braga e a chegada de Fernando Diniz, o futebol tricolor promete mudar para melhor. Além do elenco, o retrospecto do novo técnico à frente do Fluminense na competição também tem margem para melhorias. Em 2019, sua primeira passagem pelo clube, o treinador enfrentou três equipes na Copa do Brasil. Na estreia, pela terceira fase, encarou o Luverdense. Após um empate sem gols no jogo de ida, a equipe avançou para a próxima fase com uma vitória por 2 a 0, considerada aquém para o porte do time na época.

Na sequência, recebeu o Santa Cruz em casa e venceu por 2 a 0. Porém, a situação complicou no Arruda, com a vitória do pernambucano por 2 a 0. O Flu decidiu na disputa de pênaltis, que levou por 3 a 2. Nas oitavas de final, enfrentou o Cruzeiro, que já passava por uma crise. Tudo parecia se encaminhar para um final feliz para o time carioca. As equipes empataram por 1 a 1 na ida, e na volta por 2 a 2. Desta vez, não deu para o Fluminense, que viu seus atacantes falharem diante de Fábio, que hoje defende as cores de Laranjeiras. Assim, Diniz se despediu da competição mais cedo.

Desta forma, o segundo jogo da Copa do Brasil representa uma dupla oportunidade: para o elenco do Flu, que pode tem condições de avançar para a quarta fase sem maiores sustos, e para Diniz, que terá a chance de manter a sequência nesta passagem a superar o desempenho na competição. Porém, isso só será possível se o Tricolor não repetir os erros do Maracanã no Serra Dourada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários