Brasil dá show no Equador e conquista o Tri da Liga Sul-Americana de Beach Soccer
Lance!
Brasil dá show no Equador e conquista o Tri da Liga Sul-Americana de Beach Soccer


A Final da Liga Sul-Americana de 2019, que só pode ser realizada neste ano por conta da pandemia, valia mais do que o tricampeonato do torneio, já que o Brasil venceu as duas outras edições já realizadas, em 2017 e 2018. Valia o retorno da auto-estima de uma seleção pentacampeã mundial FIFA, que vinha abalada pela eliminação precoce nas duas últimas Copas. O time voltou a pisar nas areias em uma competição internacional depois de quase nove meses e foi campeão com autoridade.

As quatro vitórias do Brasil sobre o Equador, duas na categoria Sub-20 e duas na categoria Adulto, devolveram a confiança e alegria ao torcedor, que pôde ver golaços dos jogadores. Além disso, o resultado corou os dois treinadores, Juninho e Marco Octavio. Ambos levantaram o troféu como comandantes da seleções sub-20 e adulta, respectivamente, pela primeira vez.

- Tudo ocorreu conforme planejamos. A meta principal quando viemos para o Equador era voltar com o troféu em mãos. E conquistamos mais do que isso. Foi bonito de ver a alegria no rosto desses craques. Como se ajudaram em campo, correram um pelo outro. O beach soccer brasileiro é isso. Não poderia estar mais feliz em meu retorno à Seleção Brasileira. Que seja o primeiro de muitos títulos desse grupo maravilhoso - disse Marco Octavio.

- É uma sensação indescritível voltar a conquistar um campeonato pela Seleção Brasileira. Agora a missão é fora de campo, é dar oportunidade para uma geração nova, não é mais dentro de campo como foi durante tantos anos. Mas é igualmente especial. Vestir essa camisa é motivo de muito orgulho e responsabilidade, e levantar um troféu de campeão com ela é uma honra - falou Juninho, ídolo do beach soccer brasileiro.

Seleção Sub-20 vence e conquista o título antecipadamente para o Brasil

A Seleção Brasileira Sub-20 teve que mostrar sangue frio na vitória sobre o Equador. Sempre com o placar apertado, sem nenhuma das duas equipes dispararem na frente, o jogo se tornou emocionante até o fim. O ala Alisson, que esteve no elenco brasileiro na Copa do Mundo da Rússia no ano passado, apareceu. Com muita calma e categoria, ele, que já havia marcado de bicicleta, acertou um chutaço de longa distância já nos momentos finais do jogo para cravar a virada brasileira e sacramentar a vitória por 4 a 3, que deu o título ao elenco canarinho antes mesmo dos astros da seleção principal entrarem em campo. Balinha e Patrick completaram os gols do Brasil.

FICHA TÉCNICA
Equador 3 x 4 Brasil (sub-20)
Data: Domingo, 8/5
Hora: 17h (hora de Brasília)
Local: Arena Playa General Villamil, no Equador
Gols Equador: Lucas (2) e Delgado
Gols Brasil: Allisson (2), Patrick e Balinha


Rodrigo marca três e seleção principal goleia no encerramento da competição

Com autoridade, o Brasil passou por cima para conquistar o troféu também na categoria principal. Comandados por Rodrigo, autor de três gols, a seleção amassou os equatorianos e venceu de goleada por 13 a 4, com direito a golaço do goleiro Mão, que acertou um belo chute da área de defesa. Brendo (2), Igor (2), Mauricinho (2), Catarino, Zé Lucas e Datinha também marcaram. Festa brasileira na Arena Playa General Villamil, no Equador.

FICHA TÉCNICA
Equador 4 x 13 Brasil (adulta)
Data: Domingo, 8/5
Hora: 18h30 (hora de Brasília)
Local: Arena Playa General Villamil, no Equador
Gols Equador: Bailon (2) e Cedeño (2)
Gols Brasil: Rodrigo (3), Mauricinho (2), Igor (2), Brendo (2), Catarino, Mão, Zé Lucas e Datinha

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários