Em elencos estrelados, João Gomes, do Flamengo, e Danilo, do Palmeiras, mostram importância ascendente
Alexandre Guariglia, Lazlo Dalfovo e Matheus Dantas
Em elencos estrelados, João Gomes, do Flamengo, e Danilo, do Palmeiras, mostram importância ascendente



Nascidos em 2001, João Gomes e Danilo carregam uma responsabilidade de gente grande em setores cruciais de Flamengo e Palmeiras , respectivamente. E as atuações da dupla têm sido dignas de elogios, tanto que terão merecidos holofotes no aguardado duelo entre os times nesta quarta-feira, às 19h30, no Maracanã e pela quarta rodada (antecipada) do Campeonato Brasileiro .

GALERIA
> Veja os clubes do Brasileirão que mais se reforçaram desde janeiro

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Meio-campista que mais atuou sob o comando de Paulo Sousa, com 18 jogos, Gomes está cada vez mais adaptado ao estilo de jogo do Mister, sendo importante na destruição (é o líder de desarmes na temporada) e construção, com passes verticais cada vez mais precisos e até assistência, como no jogo passado, para o golaço de Isla na vitória por 3 a 1 sobre o São Paulo.

Gomes, aliás, foi eleito o melhor jogador da segunda rodada do Brasileirão em votação via redes sociais . Em evolução e elogiado pela intensidade, assim com o Fla de Paulo Sousa, o camisa 35 já sabe o que precisa fazer para se tornar ainda mais imprescindível na equipe e ter a considerável sequência de sucesso como a de Danilo no Palmeiras: na transição ofensiva, conduzir melhor a bola para espaços vazios. É o que apontou o técnico rubro-negro, recentemente:

- É um jogador que tem uma característica ímpar no nosso elenco nas disputas de bola ofensivas e defensivas. É muito forte fisicamente. Tem que associar a dinâmica com bola no transporte para espaços livres e depois tomar uma melhor decisão, com bolas mais rápidas, seja em passes curtos, médios e longos. É onde tem que melhorar para se tornar um jogador de um nível bem mais elevado e nos ajudar a vencer os jogos - disse o comandante do Fla.

Pelo lado do Palmeiras, Danilo é considerado é maior joia desta geração, o ativo mais importante do elenco alviverde. Não à toa o mercado europeu já tem sinalizado com interesse para levar o garoto na janela de transferências do meio do ano. Com menos de duas temporadas completas como profissional, o meio-campista é cada vez mais peça fundamental no time de Abel Ferreira.

Aos 20 anos, próximo de completar 21 no dia 29 de abril, o garoto já conquistou duas Libertadores, uma Recopa Sul-Americana, uma Copa do Brasil e um Campeonato Paulista. Além disso, foi eleito o terceiro melhor jogador do último Mundial de Clubes, em que o Verdão ficou com o vice-campeonato. Os feitos são notáveis, mas o desempenho pelo time tem sido cada vez melhor.

- Danilo é um moleque feliz, quando ganha e quando perde… Feliz. Ele é um jogador que tem uma maturidade competitiva muito acima da média. Os fora da caixa aparecem mais cedo. Danilo é um fora da caixa - declarou Abel Ferreira após a vitória alviverde sobre o Ituano, nas quartas de final do Paulista.

A ascensão de Danilo pode ser vista no estádio. Quando a escalação é anunciada, o nome do volante é um dos mais ovacionados pela torcida palmeirense, já comparável com nomes mais pesados, como Dudu, Weverton, Gustavo Gómez e Raphael Veiga. Ele é parte, inclusive, da espinha dorsal de Abel, daqueles jogadores que atuam tanto no titular, quanto no alternativo.

Em meio a dois elencos estrelados, dois jovens promissores formados na base dos clubes são cada vez mais importantes para seus respectivos times. Seja João Gomes, que vai ganhando seu espaço em 2022, seja Danilo, que a cada campeonato sobe mais na prateleira dos grandes nomes do Palmeiras nesta era vitoriosa. Difícil saber quem saíra vencedor nesta quarta-feira, mas certamente o futebol brasileiro ganha peças para os próximos ciclos de Copa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários