'Perdemos nosso capitão', diz Marcelinho Carioca após morte de Rincón
Lance!
'Perdemos nosso capitão', diz Marcelinho Carioca após morte de Rincón


Também ídolo no Corinthians, Marcelinho Carioca falou com tristeza sobre a morte de Freddy Rincón . O ‘Pé de Anjo’ e o craque colombiano viveram uma das fases da história do Timão, ambos estiveram presentes nas conquistas do bicampeonato brasileiro (1998 e 199), além da conquista do Paulistão em 1999 e do primeiro título mundial do clube em 2000.

- Perdemos nosso capitão, gigante, craque e monstro do 1º Mundial do Corinthians. Nossas condolências a todos os familiares - escreveu Marcelinho.

Na publicação, outros ex-companheiros de Corinthians falam sobre a morte do capitão do mundial de 2000.

- Momento que vai fica nossa lembrança descer em paz meu irmão - escreveu Amaral.

O zagueiro Fábio Luciano também comentou na publicação, usando emojis de uma face triste e de coração partido ele demostrou a tristeza pela morte do ídolo alvinegro.

>> GALERIA: Lembre momentos marcantes da carreira do colombiano

A relação de Rincón com Marcelinho foi assunto de muitos jornais na década de 90, tendo duas brigas famosas como marco. Na primeira, em partida válida pela Copa Mercosul de 1999 contra o San Lorenzo na Argentina, Marcelinho foi expulso por reclamação e Rincón achou que a ação foi proposital, para não jogar a próxima partida. O Corinthians acabou sofrendo a virada naquele jogo.

Em entrevista à Gazeta Esportiva, o ex-atacante Luizão contou como o colombiano reagiu no vestiário:

- O Rincón foi para cima e arremessou o Marcelinho naqueles armários de ferro do estádio do San Lorenzo. Deve ter doído muito - falou.

Leia Também

Naquele mesmo ano, saiu na imprensa uma entrevista de Marcelinho afirmando que preferia Amaral na posição de Rincón. O colombiano reuniu todo elenco no seu quarto da concentração e foi tirar satisfações. Em determinado momento, pegou Marcelinho pelo colarinho e o levantou com um braço só antes de ser contido pelos colegas.

Freddy Rincón faleceu na noite da última quarta-feira (13), na cidade de Cali, na Colômbia – já madrugada de quinta-feira (14) no Brasil. O ex-jogador corintiano havia sofrido uma acidade de carro na última segunda-feira (11) e não resistiu aos ferimentos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários