Série B: Vasco teve a maior posse de bola da 1ª rodada, mas foi um dos que menos finalizou
André Garone
Série B: Vasco teve a maior posse de bola da 1ª rodada, mas foi um dos que menos finalizou


A expectativa criada pelos mais de 17 mil vascaínos que lotaram São Januário na última sexta-feira não foi correspondida em campo. Nas estreia do Vasco na Série B, o time ficou apenas no empate em 1 a 1 com o Vila Nova, mesmo atuando em casa com o apoio do seu torcedor. Contando a campanha do ano passado, já são nove jogos seguidos sem vencer na competição nacional .

O que mais chamou a atenção na atuação do Cruz-Maltino foi a incapacidade de construir ofensivamente. Apesar de ter tido a maior posse de bola entre todas as equipes que disputaram a 1ª rodada - 58,98%, de acordo com o Footstats -, os comandados de Zé Ricardo conseguiram finalizar somente dez vezes na partida, sendo metade na direção do gol.

Essa foi a segunda pior marca de finalizações das oito partidas disputadas no fim de semana, superando apenas a Ponte Preta, que arrematou em oito oportunidades no empate em 0 a 0 com o Grêmio. Números que mostram a dificuldade do Vasco em transformar a posse em chances de gol.

Durante o período em que teve a bola, os vascaínos abusaram do jogo aéreo. Foram 35 tentativas de levantamentos, apenas uma a menos que o Náutico, líder do fundamento, mas só cinco certos. Nenê foi quem mais tentou, com dez cruzamentos, e o que mais acertou, com três. Uma insistência que, apesar de ter resultado no gol de Raniel, na maioria das vezes foi neutralizada pela dupla de zaga formada por Rafael Donato e Renato Silveira.

NÚMEROS DO VASCO CONTRA O VILA NOVA
- Dados do Footstats

- 58,98% de posse de bola (1º da rodada)
411 passes tentados (3º)
35 cruzamentos (2º)
34 lançamentos (3º)
10 finalizações (18º)
1 gol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários