Corinthians tem dia decisivo para anunciar o seu quinto jogador português na história
Fábio Lázaro
Corinthians tem dia decisivo para anunciar o seu quinto jogador português na história


Essa terça-feira (11) marca o último dia para os clubes brasileiros inscreverem jogadores para o Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil neste primeiro semestre, e o Corinthians corre contra o tempo para anunciar o lateral-direito Rafael Ramos dentro do prazo.

O negócio está certo, o jogador está desde a semana passada em São Paulo, mas detalhes burocráticos têm travado o negócio de ser concretizado.

Se tudo correr como a diretoria corintiana espera, Rafael Ramos será oficializado durante o dia, se tornando o terceiro português a vestir a camisa corintiana. O primeiro no Século XXI.

> TABELA - Confira e simule os jogos do Timão no Campeonato Brasileiro
> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangerios da história corintiana

Antes dele, o goleiro Casemiro do Amaral, entre 1913 e 1914 e 1918 a 1920, e Horácio, em 1914, e os meia Laurentino de Mello, em 1933, e Joaquim Rocha, em 1971, foram os outros atletas lusitanos a vestirem a camisa do Timão.

Com isso, além de Ramos ser o primeiro português do Timão neste século, ele também será o primeiro lateral lusitano da história do clube.

E o feito pode ser ainda maior, caso Rafael vá às redes durante os dois anos de contratos que tendem a ser firmados, já que todos os seus compatriotas antecessores não marcaram gols pelo Corinthians.

A ressalva pode ser feita apenas para o atacante Liedson. Brasileiro, projetado ao futebol pelo Time do Povo, em 2003, e que voltou à equipe alvinegra em 2011, dois anos após ter sido naturalizado português, pra jogar a Copa do Mundo da África do Sul, em 2010.

Na sua segunda passagem pelo Corinthians, já sob natureza lusitana, o centroavante fez 72 jogos e 27 gols, tendo feito parte do elenco campeão da Libertadores, em 2012.

Rafael Ramos chega como 66º contratado estrangeiro do Corinthians, que volta a trazer para o elenco principal um atleta de fora do Brasil depois de um ano e sete meses. O último havia sido o equatoriano Júnior Cazares, que defendeu o Timão por apenas sete meses.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários