Com quatro de 'Navagol', Palmeiras vira o placar e goleia o Independiente Petrolero por 8 a 1
Alexandre Guariglia
Com quatro de 'Navagol', Palmeiras vira o placar e goleia o Independiente Petrolero por 8 a 1


O Palmeiras deu um susto em sua torcida, mas virou o jogou e atropelou o Independiente Petrolero-BOL, por 8 a 1, nesta terça-feira, no Allianz Parque, pela fase de grupos da Libertadores. Isso tudo com direito a quatro gols de Rafael Navarro, que já tem seis na competição continental. Zé Rafael, Veiga (duas vezes) e Rony, que teve assistência de Navarro, completaram. Agora o Alviverde tem seis pontos em duas partidas, além de 12 gols marcados.

GALERIA
> Veja os clubes do Brasileirão que mais se reforçaram desde janeiro

TABELA
> Veja classificação e simulador da Libertadores-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GUIA DA LIBERTADORES
> Veja a análise dos adversários, onde assistir e tudo sobre o Palmeiras

Bolivianos abrem o placar, Verdão joga mal, mas consegue empatar

Antes do jogo, a tendência era que o Palmeiras fosse dominante e abrisse uma goleada logo de cara, mas foi só o apito soar que as coisas mudaram de figura. Apesar de ensaiar um volume no ataque, a defesa falhou atrás. Cristaldo dominou facilmente em cima de Jorge dentro da área e ajeitou para José Correa chutar e marcar um bonito gol, no ângulo de Weverton. 1 a 0 para o Petrolero.

Dali em diante, se já estava difícil entrar na defesa adversária, ficou ainda mais para o Verdão. Com quatro atacantes e sem um meia, o time abusou das bolas longas e jogadas pelas pontas. Mesmo assim, duas oportunidades foram criadas. Uma com Gustavo Gómez, que viu seu cabeceio ser tirado em cima da linha, e Rafael Navarro, que chegou atrasado para concluir e o zagueiro tirou.

As duas chances aconteceram perto dos 15 minutos e depois disso as dificuldades aumentaram ainda mais. Com muitos erros de passe e nas tomadas de decisão, o Palmeiras tinha a bola, mas nada criava. Aos 32, o goleiro Arancibia salvou uma bola desviada que quase entrou. Mas somente aos 40 que a equipe empatou. Zé Rafael aproveitou rebote fora da área, ajeitou e bateu para fazer um bonito gol. Agora sem possibilidades para o arqueiro.

Depois do gol, os bolivianos sentiram o baque e mostraram fragilidade na defesa. Logo após o empate, aos 42, Veron fez boa jogada com Mayke, que cruzou para Breno Lopes desviar, mas a bola bateu na trave e sobrou para Wesley concluir, no entanto o zagueiro adversário salvou em cima da linha. O mesmo Wesley, no fim, quase marcou por cobertura em cruzamento. O jogo foi para o intervalo com 1 a 1 no placar e o Palmeiras com muito a melhorar.

Verdão reage, Rafael Navarro marca quatro vezes e fecha goleada com 8 a 1

O Palmeiras voltou sem alterações para o segundo tempo, mas a postura mudou completamente. Em 11 minutos, o time de Abel Ferreira marcou três gols, os três de Rafael Navarro. Primeiro logo com um minuto de partida, aproveitando de cabeça uma bonita jogada de Breno Lopes. Depois, como centroavante, foi oportunista e colocou para dentro. Para completar a "trilogia", antecipou a zaga e concluiu cruzamento de Gabriel Veron, pela direita.

Com 4 a 1 no placar, o Alviverde passou a ter alterações, mas o personagem principal seguia sendo aquele mesmo: Rafael Navarro. O centroavante chegou ao quarto gol aproveitando cruzamento de Mayke. Pouco tempo depois, ele mudou de função e cruzou para Rony, de cabeça, desviar para fazer o sexto.

Mas ainda tinha tempo para mais e com direito a duas pinturar de Raphael Veiga, que pegou de primeira escanteio cobrado por Gabriel Menino, acertando o ângulo de Arancibia. Um golaço, mas que foi "ofuscado" pelos quatro gols de Rafael Navarro, artilheiro da competição com seis gols até o momento. Depois, em cobrança de falta, o meia novamente acertou um lindo chute para fechar o placar: 8 a 1 e registrando a maior goleada da história do Allianz Parque.

E agora?

Com o resultado, o Palmeiras vai a seis pontos no Grupo A da Libertadores e segue confirmando seu favoritismo. São 12 gols marcados em dois jogos. Agora, o próximo duelo pela competição será apenas no dia 27 de abril, contra o Emelec, fora de casa. Antes disso, no próximo sábado, ás 16h30, o Verdão vai até Goiânia para enfrentar o Goiás pela segunda rodada do Brasileirão-2022.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 8 x 1 INDEPENDIENTE PETROLERO-BOL
Local:
Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data-Hora: 12/4/2022 - 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Derlis Lopez (PAR)
Assistentes: Eduardo Cardozo (PAR) e Julio Aranda (PAR)
Público/Renda: 26.409 pagantes/R$ 1.669.269,93
Cartões amarelos: Giménez, Cristaldo, Rioja e Folleco (PET)
Cartões vermelhos: -
Gols: José Correa (5'/1ºT) (0-1), Zé Rafael (40'/1ºT) (1-1), Rafael Navarro (2'/2ºT) (2-1), Rafael Navarro (8'/2ºT) (3-1), Rafael Navarro (11'/2ºT) (4-1), Rafael Navarro (32'/2ºT) (5-1), Rony (34'/2ºT) (6-1), Raphael Veiga (40'/2ºT) (7-1), Raphael Veiga (45'/2ºT) (8-1).

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Kuscevic, Gustavo Gómez (Murilo, aos 19'/2ºT) e Jorge; Zé Rafael (Gabriel Menino, aos 33'/2ºT) e Atuesta (Raphael Veiga, aos 19'/2ºT); Breno Lopes (Danilo, aos 19'/2ºT), Wesley (Rony, aos 25'/2ºT), Gabriel Veron e Rafael Navarro. Técnico: João Martins.

INDEPENDIENTE PETROLERO-BOL: Arancibia; Velásquez, Francisco Silva, Chiatti e Alaca (Giménez, aos 39'/2ºT); Avilés, Alejandro Bejarano (Joel Bejarano, aos 39'/2ºT), Folleco e Acuña (Rivas, aos 22'/2ºT); José Correa (Reina, aos 16'/2ºT) e Cristaldo (Buter, aos 16'/2ºT). Técnico: Juan Marcelo Robledo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários