Como o Juventude está se preparando para estreia na Série A dentro e fora de campo
Futebol Latino
Como o Juventude está se preparando para estreia na Série A dentro e fora de campo


Tendo garantindo em 2021 a permanência na elite do futebol nacional (apenas na última rodada, após vencer o Corinthians e fechar o Brasileiro em 16º, com 46 pontos), o Juventude não só potencializou seu rendimento esportivo como também avançar a passos largos rumo à quitação das dívidas totais.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Com mais de 15 milhões de reais abatidos entre 2021 e 2022, o clube gaúcho tem em aberto apenas mais 6 milhões. Isso se deve à uma administração saudável e ao aumento significativo na renda do clube dos últimos anos, que passou de 31 milhões arrecadados em 2020 a uma projeção de 78 milhões em 2022.

Tendo saúde financeira, o Ju procurou reforçar o seu elenco para disputar o Brasileiro deste ano mais tranquilamente. Já foram anunciados nomes experientes como Felipe Alves (ex-Fortaleza), Paulo Miranda (ex-Grêmio), Óscar Ruíz (ex-Bahia), Marlon (ex-Ceará) e Paulinho Moccelin (Ex-Sport).

O vice-presidente de finanças, Paulo Stumpf, avalia o momento vivido pela equipe gaúcha:

- O acesso e a manutenção na Série A nos deu a condição de controlar o fluxo de caixa, hoje estamos com as contas 100% em dia. Com certeza isso nos deixa bem mais tranquilos para trabalhar. Hoje estamos em outro patamar, temos um outro nível de receita e, por isso, seguimos investindo no nosso futebol e nas estruturas do clube. É tudo feito com muita consciência, focado no que precisa melhor para evoluir o trabalho.

Diante disso, Stumpf prevê novas contratações ao decorrer da temporada:

- O departamento de futebol está de olho no mercado e trabalhando com todo empenho possível para que os reforços sejam pontuais e se encaixem naquilo que o clube almeja na temporada”, aponta o vice-presidente.

À frente de todo este processo, o presidente Walter Dal Zotto quer também aproveitar o bom momento financeiro para melhorar desenvolver a estrutura física do clube. O primeiro passo será reformular o centro de treinamento:

- O orçamento já foi concluído e prevê a construção de um prédio de 1,5 mil m². A ideia é ter um espaço para concentrar toda as atividades do futebol profissional. É um projeto que vamos tentar executar.

O Juventude registra atualmente pouco mais de 6 mil sócios-torcedores. A diretoria estipulou uma meta de chegar a 10 mil e garantir, assim, outro “upgrade” financeiro.

- Já avançamos muito em orçamento do futebol, contamos agora com o apoio dos sócios, para que continuem pagando em dia e para que novos sócios possam fazer suas adesões. Contamos também com a ajuda do torcedor para impulsionar esse momento de ascensão do Juve:

Apesar do aspecto estrutural estar processo de franco crescimento, vale ressaltar que a equipe não começou bem a temporada dentro das quatro linhas. Além do retrospecto em si (quatro vitórias, cinco empates e quatro reveses em 13 compromissos), o time até conseguiu permanecer na Copa do Brasil (enfrenta o São Paulo na Terceira Fase), mas beirou o rebaixamento no Campeonato Gaúcho, evitando a queda somente na última rodada e por conta de uma vitória do maior rival, o Caxias.

O Alviverde inicia sua trajetória no Brasileirão na próxima segunda-feira (11), no Estádio Alfredo Jaconi, contra o Bragantino. O duelo está marcado para às 20h (de Brasília).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários