Alvo de pressão, Corinthians tem alerta ligado para manifestações no Rio de Janeiro
Fábio Lázaro
Alvo de pressão, Corinthians tem alerta ligado para manifestações no Rio de Janeiro


Passada uma semana dura, de protestos e até ocorrências policiais envolvendo o Corinthians , o Timão entra em campo neste domingo (10), às 16h, contra o Botafogo, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro , com a missão de dar uma resposta em campo para os seus torcedores.

No entanto, há um grande temor por parte de membros da delegação corintiana que atos de hostilidade possam ocorrer na saída do estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, ou até mesmo quando a delegação deixar a capital carioca, dependendo do resultado contra o Glorioso.

> GUIA DO BRASILEIRÃO - Confira o Guia do Timão na competição nacional
> GALERIA - Veja os palpites da redação do LANCE! para o Brasileirão 2022
> TABELA - Confira e simule os jogos do Corinthians no Brasileirão

Na última quinta-feira (7), as principais torcidas uniformizadas corintianas foram até o CT Joaquim Grava protestar contra o desempenho do time nos últimos jogos, principalmente na derrota por 2 a 0 para o Always Ready, na Bolívia, pela estreia na Copa Libertadores, realizada na última terça-feira (5).

A tônica da manifestação foi a canção que dizia 'ou joga por amor, ou joga por terror', o que deixou a delegação temerosa quanto ao que possa acontecer caso o time não volte do Rio de Janeiro com os três pontos.

Além disso, no mesmo dia dos protestos na porta do Centro de Treinamentos corintiano, a Gaviões da Fiel, principal uniformizada do clube, emitiu uma nota onde reforça a música cantada e deixa claro que ‘a paciência acabou’ com o que considera falta de raça e vontade por parte dos jogadores do Corinthians.

Paralelamente a isso, ameaças foram feitas diretamente a atletas e seus familiares, como Cássio, Gil e Willian . O presidente do Timão, Duílio Monteiro Alves, também foi alvo de ataques virtuais, E o zagueiro Robson Bambu foi retirado de uma casa de shows, em São Paulo, escoltado por seguranças após ser cercado a agredido verbalmente por torcedores.

Essas ações foram desassociadas das uniformizadas, com a própria Gaviões emitindo uma nota repudiando atos de covardia . Boa parte dos autores dos crimes foram identificados e intimados a prestarem depoimento em delegacias de São Paulo.

Não há manifestações programadas para este sábado (9), quando o elenco corintiano encerra a sua preparação visando o confronto diante do Botafogo. O Timão treina na parte da manhã e à tarde viaja para a capital carioca, onde joga neste domingo (10), às 16h.

> Ouça a resenha entre os repórteres que acompanha o dia a dia de Botafogo e Corinthians antes da estreia dos clubes no Brasileirão no Papo de Setorista Timão #1

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários