Raniel sai em defesa de Nene após reclamação por ser substituído no Vasco: 'Não tem nada de briguinha'
Sergio Santana
Raniel sai em defesa de Nene após reclamação por ser substituído no Vasco: 'Não tem nada de briguinha'


A campanha do Vasco na Série B não começou da maneira como os torcedores esperavam. O Cruz-Maltino empatou em 1 a 1 com o Vila Nova na noite desta sexta-feira e o time ouviu vaias vindas das arquibancadas de São Januário ao final da partida na noite desta sexta-feira.

Raniel considerou que a manifestação dos torcedores foi justa. O atacante concedeu entrevista após o jogo e afirmou que o time ainda está tentando chegar na forma ideal.

- A gente entende a insatisfação da torcida. Nós queríamos ter ganho. Eles fizeram a parte deles, lotaram... Não tem jogo fácil hoje mais, sabemos que nosso time precisa mais, o Zé sabe disso, ele é inteligente. O time é totalmente novo, está se montando ainda. As vezes não é nem três meses que vamos fazer tudo aquilo que todos querem. Empenho não está faltando. Seria um jogo muito duro, saímos com um sabor amargo. Queríamos ter feito um bom jogo para a nossa torcida e para começar bem. Dos males... Não ganhamos mas também não perdemos, imagina se a gente sai com uma derrota daqui. Vamos ter uma semana cheia para ajustar o que precisa - analisou.

Um fato marcou a partida: Nene foi substituído na metade do segundo tempo e, irritado, jogou a braçadeira de capitão no chão. Raniel ressaltou que não há briga interna e que há total confiança dos jogadores em Zé Ricardo.

- O Nene sempre quer estar jogando, mas é o Zé que comanda. Também não queria ter saído, mas tudo tranquilo, tudo se resolve no vestiário. Zé é um cara gente boa para caramba. Não tem nada de briguinha não, briguinha fica dentro de campo. Aqui a gente se junta e vamos para a luta de novo - ressaltou.

MAIS DECLARAÇÕES DE RANIEL

Vaias da torcida

- A gente entende. Infelizmente a torcida está magoada com o que aconteceu no ano passado, não conseguimos avançar no Carioca... O que podemos avançar é trabalhar para tentar melhorar a cada dia.

Estilo de jogo
- Se vocês repararam na maioria do tempo nós marcamos em cima, isso foi o que mais trabalhamos, para sufocar e pressionar. Conseguimos o gol no início, mas infelizmente numa bola parada tomamos o gol. Se a gente não tivesse tomado aquele gol acho que poderíamos ter controlado o jogo. Não tem o que fazer, não tem que dar discursinho, é trabalhar. Só assim vamos dar alegria para a torcida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários