Protestos de torcedores do Flamengo em frente ao Ninho geram tensão na chegada de jogadores
Lance!
Protestos de torcedores do Flamengo em frente ao Ninho geram tensão na chegada de jogadores


A manhã desta sexta-feira foi marcada por protestos em frente ao Ninho do Urubu, antes do treino do Flamengo desta sexta-feira, o último antes do time embarcar para Goiânia e estrear no Campeonato Brasileiro, diante do Atlético-GO. Carro de jogadores foram cercados por membros de torcidas organizadas do clube. Gabigol e Thiago Maia receberam fortes cobranças, sendo que os seus veículos foram alvos de tapas e socos, por exemplo.

O Flamengo pediu reforço no policiamento em meio ao clima tenso, em que Marcos Braz foi um dos principais cobrados: "Ô Marcos Braz, vai se f…, o Flamengo não precisa de você", gritaram algumas pessoas.

> GALERIA: Vai começar o Brasileirão 2022! Veja os palpites da redação do LANCE!

Faixas chamando o time de "pipoqueiro", "frouxo" e a diretoria de "omissa" também foram expostas no local, além de simbólicos caixões com os rostos de Diego Alves, Diego Ribas e Willian Arão:

Caixões - Flamengo

Protesto da torcida do Flamengo (Foto: Reprodução)

Chefe do Departamento Médico, Marcio Tannure também foi parado em sua chegada e hostilizado. Já Arrascaeta, João Gomes e David Luiz foram poupados pelos grupos presentes, quando reconhecidos em seus veículos; o uruguaio chegou até a ser aplaudido.

Bastante cobrado, Gabigol chegou a sair do carro, assim que passou pela porta do CT, e conversou com um grupo de torcedores organizados, antes de entrar nas dependências do clube para iniciar as atividades previstas para esta manhã.

O cancelamento da conversa que haveria, na última quinta-feira, entre líderes do elenco e membros de TO's irritou e motivou os protestos da Torcida Jovem Fla e da Raça Rubro-Negra, ocorridos nesta manhã.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários