Após ameaças, Gil nega existência de panela no Corinthians para derrubar Vítor Pereira: 'Temos honra'
Rafael Marson
Após ameaças, Gil nega existência de panela no Corinthians para derrubar Vítor Pereira: 'Temos honra'


Ameaçado de morte em mensagens enviadas ao personal trainer da esposa de Cássio , o zagueiro Gil, do Corinthians, interagiu com um torcedor nas redes sociais e negou a existência de uma "panela" para derrubar o técnico Vítor Pereira.

> GUIA CORINTHIANS - Tudo sobre o Timão no Brasileirão

Em prints divulgados pelo portal "Meu Timão" , a conversa mostra o defensor nega qualquer tipo de tentativa por parte do elenco corintiano de minar o trabalho do treinador português.

"Minha carreira foi construída em cima de muito profissionalismo e muita luta, então disso eu não participo e muito menos aprovo tal atitude. Eu tenho uma carreira e um nome a zelar, não é porque as coisas não estão dando certo que somos tratados como vagabundos. Somos também pais de família e temos honra sim!! Eu nunca na minha vida faltei com o respeito com alguém e não será agora no Corinthians que isso irá acontecer", escreveu em uma mensagem privada a um torcedor" escreveu o zagueiro em mensagem privada a um torcedor.

> GALERIA - Veja todos os técnicos estrangeiros na história do Timão

Após ser citado em um dos áudios do agressor direcionado a Cássio e sua esposa, Gil arquivou suas fotos mais recentes com a camisa do Corinthians , mantendo apenas a foto que postou após o jogo contra o Guarani, válido pelas quartas de final do Paulistão.

"Isso nunca aconteceu e nem vai acontecer. O que não podem é por causa dos resultados vieram acusar todos de sermos mal caráteres. Sou muito homem para assumir meus erros e jamais na minha vida iria fazer alguma coisa dessas. Meu pai me fez homem", concluiu o zagueiro na troca de mensagens com o torcedor.

Gil foi uma das lideranças que se reuniu e conversou com membros da Gaviões da Fiel no treino de quinta-feira (7), no CT Joaquim Grava . O experiente defensor é um dos principais alvos da torcida, que cobra uma mudança de atitude do elenco do Timão.

> TABELA - Confira e simule os primeiros jogos do Timão no Brasileiro

CÁSSIO, ESPOSA E GIL SOFREM AMEAÇAS DE MORTE

Um perfil no Instagram, identificado como "$heik Caçador", mandou fotos de uma arma e balas sobre uma camisa do Corinthians, além de áudios ameaçadores ao personal trainer da esposa de Cássio, ameaçando o casal e o zagueiro Gil.

O Corinthians acionou a Delegacia de Polícia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva (DRADE) na tentativa de identificar o autor das agressões. Também, o goleiro prestou um Boletim de Ocorrência, e o clube soltou uma nota de repúdio condenando as ações e prestando solidariedade aos atletas e a mulher de Cássio.

GAVIÕES PROTESTA NO CT

Antes das ameaças direcionadas ao casal e o zagueiro Gil, o elenco do Timão recebeu torcedores organizados, insatisfeitos com o desempenho do time e atuação de alguns jogadores na manhã de quinta-feira (7). O foco foi dar força para Vítor Pereira e cobrar os atletas que não estão rendendo.

Um grupo de 14 membros da Gaviões da Fiel teve autorização para ingressar nas dependências do CT. Eles tiveram uma conversa com algumas lideranças do elenco profissional, os quais têm desagradado à torcida, como é o caso de Cássio, Fagner, Willian, Paulinho, Fábio Santos e Gil.

Além de falarem com esses atletas mais experientes, os torcedores se reuniram com o técnico Vítor Pereira, o presidente Duilio Monteiro Alves, o gerente de futebol Alessandro e o diretor de futebol Roberto de Andrade. O discurso da Gaviões foi de manifestar apoio ao treinador português e saber se há algum racha entre elenco e comissão técnica.

Antes do treino de quinta-feira, a Gaviões da Fiel emitiu uma nota por meio de suas redes sociais fazendo duras cobranças ao elenco e afirmando que a 'paciência acabou'.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários