Pivô de guerra na Ucrânia, Putin tem forte ligação com o judô e tinha o sonho de disputar uma Olímpiada
Lance!
Pivô de guerra na Ucrânia, Putin tem forte ligação com o judô e tinha o sonho de disputar uma Olímpiada


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, se tornou no homem mais falado do mundo nesta quinta-feira ao comandar um ataque contra a Ucrânia com o argumento de que está atuando em defesa das reivindicações territoriais e garantir a 'soberania' de Donetsk e Luhansk, regiões que ficam na divisa entre os dois países. A situação que coloca toda uma nação em risco está fazendo com que atletas brasileiros e suas famílias busquem deixar o país .

Mas essa está longe de ser sua principal ligação com o esporte. Vladimir Putin é apaixonado pelo judô e compete desde a infância, se tornando faixa preta do esporte aos 18 anos. Ele até inspirou a logo do mundial da modalidade realizado na Rússia em 2014. Putin Chaveiro

Chaveiro usou a silhueta de Vladimir Putin (Foto: Reprodução)

Em entrevistas para a imprensa internacional, o presidente russo chegou a revelar que já teve o sonho de disputar os Jogos Olímpicos.

- Amo o judô tremendamente. Acho que há mais do que apenas esporte, acho que também é uma filosofia (...) Se tivesse tal possibilidade e chegasse a conseguir o nível necessário (pra disputar uma Olímpiada), competiria com gosto no programa de judô. É o esporte que pratico por quase toda minha vida - disse ele durante os Jogos de Inverno de 2014, também realizados na Rússia.

Leia Também

Putin ainda recebeu a honraria do 8º dan do esporte, dado pela Federação Internacional do Judô, ao qual ele é reconhecido como um 'presidente honorário'. Em 2008, o presidente ainda lançou um DVD e um livro sobre a arte marcial.

CONFRONTO NA UCRÂNIA
Desde 2014, a região de Donetsk se declarou independente da Ucrânia e por conta dos conflitos geopolíticos, o Shakhtar teve que deixar a cidade de origem e atuar em Kiev. O mesmo acontece com a região de Luhansk. Na última segunda-feira, Vladimir Putin, presidente da Rússia, reconheceu a independência das duas províncias.

Nesta quinta-feira, a Rússia decidiu invadir militarmente a Ucrânia com o argumento de que está atuando em defesa das reivindicações territoriais. No entanto, há pouco esclarecimento se a nação de Putin busca apenas garantir a soberania de Donetsk e Luhansk ou se planeja se expandir territorialmente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários