Especialista em investimentos Paulinho Lamana dá dicas sobre NFT's
Lance!
Especialista em investimentos Paulinho Lamana dá dicas sobre NFT's


O Dicionário Collins elegeu “NFT” como a Palavra do Ano, mas, apesar do sucesso, muitas pessoas ainda desconhecem os tokens não-fungíveis (a sigla vem de Non-Fungible Token), que são criptoativos colecionáveis e exclusivos que se tornaram uma das principais tendências para o mundo dos investimentos.

Idealizada em 2008, a mais famosa criptomoeda do mundo foi a precursora das NFT’s. O especialista em investimentos Paulinho Lamana explicou em linguagem popular o que seria NFT.

“São pedacinhos digitais certificados de qualquer coisa existente na face da Terra, ou seja, absolutamente qualquer coisa pode ser transformada em uma NFT”.

O primeiro NFT que se tem notícia foi criado pelo artista nova-iorquino Kevin McCoy, que em 2014 teve sua primeira obra a ser associada a um token. No momento de sua criação, o termo NFT ainda não era usado.

Paulinho Lamana explica que essa tecnologia e mercado são acessíveis a qualquer pessoa. Desde o investimento e a especulação em um determinado NFT, até a criação de um.

“Sua negociação é bem similar às negociações de qualquer criptomoeda, bastando o interessado estar cadastrado e habilitado a utilizar as principais exchanges, que são corretoras de criptos existentes”.

Para a criação de um NFT existe a necessidade de possuir uma carteira digital com integração com o blockchain de algum criptoativo. Atualmente o blockchain mais utilizado para criação de NFTs é o da Ethereum.

“A criação é relativamente simples, bastando para isso ter algum conhecimento de criptomoedas e o funcionamento dos blockchain, existem sites especializados que demonstram o passo-a-passo para isso”, justifica Paulinho Lamana.

Uma vez lançado, termo que se dá ao início das negociações de uma nova NFT, o principal conceito do mercado tradicional volta a reinar: oferta e procura. Os NFT’s mais caros do mundo somam mais de $103 milhões, cerca de R$587 milhões.

“Ninguém pode dizer que isso é somente um movimento temporário ou se veio pra ficar. Fato é que a cada dia, mais e mais pessoas estão aderindo a essa nova onda”, comenta Lamana.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários