Marcão se vê pronto para assumir grande clube, admite procura de times e exalta Abel no Fluminense
Lance!
Marcão se vê pronto para assumir grande clube, admite procura de times e exalta Abel no Fluminense


Com a volta de Abel Braga ao Fluminense para a próxima temporada, Marcão retornou ao cargo de auxiliar permanente. Depois de assumir a equipe pela terceira temporada seguida e classificar o Tricolor para mais uma Libertadores, o ex-volante se diz pronto para assumir um grande clube. Em entrevista ao programa "Bem, Amigos", do SporTV, ele falou sobre as conversas com a diretoria do time carioca.

- Conversamos antes com o presidente (Mário Bittencourt) e o Paulo Angioni que estou aqui para ajudar no que foi possível. Nossa profissão é difícil e hoje me sinto preparado para assumir um grande clube. Assumimos uma grande responsabilidade e substituímos um grande treinador. Falo para o presidente que ele tem a melhor comissão do Brasil. Estamos preparados, mas tenho a maior paciência do mundo. É algo acordado com a diretoria. Sempre que precisar vamos ajudar e vai ter um momento que chegará nossa hora - disse.

Abel foi anunciado no último dia 15 e fará a quarta passagem pelo Tricolor. Ele estava sem clube desde que saiu do Lugano, clube suíço que treinou por apenas cinco jogos, entre junho e setembro de 2021. O veterano comandou o Fluminense em 2005, de 2011 a 2013 e de 2016 a 2018.

- O Abel é um vencedor, conhece muito bem nossa estrutura, já foi campeão aqui. É um cara que tem nosso clube nas mãos. Vou tentar ajudar ele, como ajudei todos. Vai fazer um grande trabalho. Esperamos que ele traga bastante aprendizado e consigamos passar para todos os jogadores, os que já estão e quem vai chegar. Queremos manter o Fluminense lá no topo - exaltou.

Marcão também falou sobre o baixo número de treinadores negros na Série A. Com ele retornando ao cargo de auxiliar, apenas Jair Ventura está empregado neste momento, no Juventude. No Dia da Consciência Negra, o ex-jogador deu entrevista ao LANCE! destacando a importância de se posicionar contra o racismo. Em 2019, Marcão participou de uma ação ao lado de Roger Machado , que treinou o Fluminense antes dele nesta temporada e na época estava no Bahia. Os dois entraram em campo com a camisa do Observatório da Discriminação Racial no Futebol.

- Sempre pontuo isso. No momento que estamos sentados nessa cadeira de comandante, de número um, é importante falarmos. Não é só do futebol, mas da sociedade. Você vê poucos representantes negros no futebol e na empresa de vocês. Pedimos mais oportunidades. Na Série A só temos o Jair (Ventura), o Roger (Machado) deve receber algumas propostas. Eu também recebi de outros clubes, mas temos compromisso com o nosso Fluminense - disse.

- Nós criamos a oportunidade de buscar a excelência e melhorar. Estamos fazendo cursos. Pedimos mais compreensão das outras equipes. Vemos o Fluminense forte nessa briga, o Bahia. Na época que o Roger estava lá fizemos uma ação importante sobre a questão racial. O Flu sempre está falando. Os outros clubes deveriam discutir mais. Falo com o Jair, o Roger até hoje me liga e assim vamos falando. Temos que falar mais sobre isso - completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários