Em crise, São Paulo jogará em 2022 para evitar o décimo ano consecutivo sem conquistar títulos de peso
Lance!
Em crise, São Paulo jogará em 2022 para evitar o décimo ano consecutivo sem conquistar títulos de peso


Embora tenha conquistado o Campeonato Paulista na última temporada, na qual encerrou um jejum de 16 anos sem troféus do torneio estadual , o São Paulo vai iniciar 2022 com a esperança de evitar que complete o seu décimo ano consecutivo sem conseguir ganhar um título de maior expressão, seja ele de nível nacional ou internacional. A última vez em que o Tricolor ergueu uma taça desta importância foi em 2012, quando faturou a Copa Sul-Americana.

> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

A conquista deste título continental completou nove anos no último domingo. Em 12 de dezembro de 2012, a equipe são-paulina venceu o Tigre por 2 a 0, no Morumbi, em um jogo que foi encerrado pelo árbitro chileno Enrique Osses antes do início do segundo tempo. Naquela ocasião, o time argentino se recusou a voltar para o campo para a etapa final após se envolver em uma confusão com os policiais nos vestiários do estádio na hora do intervalo.

Na partida de ida da decisão, realizado no estádio La Bombonera, em Buenos Aires, os finalistas empataram por 0 a 0. E com aquela conquista obtida no conturbado jogo de volta, o Tricolor ganhou o direito também de lutar pelo título da Recopa Sul-Americana em 2013, mas acabou sendo derrotado nesta disputa pelo Corinthians, então o atual campeão da Copa Libertadores.

E este jejum de troféus de maior expressão será desafiado pelo São Paulo depois de o clube ter amargado em 2021 a sua pior campanha no Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos, iniciada em 2003. Foram apenas 48 pontos somados em 38 rodadas na competição, na qual terminou em 13º lugar e teve um aproveitamento ainda mais baixo do que o obtido nas edições de 2013 e 2017 do torneio, nas quais contabilizou 50 pontos em 38 partidas.

LONGO JEJUM NO BRASILEIRÃO E BUSCA AINDA PELA 1ª COPA DO BRASIL

Com a 13ª posição no Brasileirão, o time comandado pelo técnico Rogério Ceni ficou fora da próxima Copa Libertadores e participará da Sul-Americana. E se tentará voltar a conquistar o torneio continental depois de dez anos, o clube vai lutar também para quebrar outros dois jejuns grandes nas duas competições nacionais que disputará em 2022: o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

No principal torneio do País, o time não consegue ser campeão desde 2008, quando faturou o hexacampeonato brasileiro após as suas conquistas de 1977, 1986, 1991, 2006 e 2007. Já a Copa do Brasil, que viverá a sua 33ª edição no próximo ano, o Tricolor nunca faturou a taça e só esteve na decisão uma vez, em 2000, quando acabou sendo derrotado pelo Cruzeiro na luta pelo título.

Em grave crise financeira e com uma dívida que hoje se aproxima dos R$ 700 milhões, o São Paulo já confirmou que não terá condições de fazer grandes contratações para reforçar o seu elenco para 2022. Com este cenário desfavorável, a projeção para o próximo ano está bem distante de alimentar esperanças de conquista de títulos nos torcedores são-paulinos, mas o clube sabe que precisa tentar honrar as suas tradições e acreditar em grandes feitos.

A conquista do próprio Paulistão na última temporada, na qual surpreendeu o favorito Palmeiras na final para levar a taça, serve como exemplo ao Tricolor para crer na chance de ganhar troféus de peso no próximo ano. Conhecido como o "Clube da Fé", o São Paulo voltará a colocar o apelido à prova em 2022.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários