Pedro Barros resgata essência do skate e avalia ano olímpico: 'Mantivemos a chama acesa'
Lance!
Pedro Barros resgata essência do skate e avalia ano olímpico: 'Mantivemos a chama acesa'


A temporada histórica que marcou a entrada do skate no programa olímpico e teve o brilho dos brasileiros pelo mundo foi celebrada no último final de semana, em um evento que resgatou as raízes do esporte. Em Florianópolis, Pedro Barros e Yndiara Asp reuniram 40 atletas de diversas gerações para a disputa da 6º edição do Red Bull Skate Generation.

O evento teve a estreia da categoria feminina e marcou o retorno ao emblemático bowl de Pedro, medalhista de prata em Tóquio no skate park . A equipe liderada pelo astro faturou o troféu ao alcançar 439,92 pontos na final. Ao final da disputa, ele celebrou a chance de manter os valores do skate vivos.

- Acho que a reação ainda está acontecendo, nem sei como descrevê-la. É mágico. Depois de um ano tão intenso, em que tivemos estreia em Tóquio e, talvez, o skate encontrando-se com a maior distância da sua real essência. Mesmo assim, mantivemos a chama acesa, mantivemos a mensagem. A minha vontade era finalizar esse ano com algo que remetesse aos reais valores, à cultura e ao estilo de vida do skate. Só tenho a agradecer a todos que acreditaram e fizeram isso acontecer - disse Pedro Barros, que fechou a competição com a maior nota individual geral, ao cravar 90,94.

Retornando ao calendário após seis anos, o Red Bull Skate Generation contou com oito equipes, e cada uma delas era composta por cinco skatistas de três distintas categorias: ‘Under 21’ (até 21 anos), ‘The 90’s’ (de 22 até 30 anos) e ‘OG’s’ (acima de 30 anos). Nas duas primeiras, havia divisão entre homens e mulheres. Cada time teve 14m30s para um rolê e mais cinco para uma session criativa. Recuperado de uma queda na última semana, Pedro Barros, o anfitrião do evento, foi um dos grandes destaques na competição.

Embaixadora do Red Bull Skate Generation, Yndiara Asp pôde, enfim, realizar o sonho que a acompanha desde 2012. E fez jus a toda essa espera, com a segunda colocação na decisão, ao lado dos demais integrantes do time A. De quebra, ainda reuniu estrelas da modalidade, como as suas companheiras de seleção brasileira em Tóquio, Isadora Pacheco e Dora Varella e a americana Minna Stess, garota-prodígio da modalidade em seu país.

- Foi uma das melhores experiências (da vida) competir neste evento, sou muito fã, sempre quis fazer parte e, hoje, com certeza, foi um sonho realizado. Eu me lembro quando estava na plateia assistindo e, agora, estou aqui na pista, com meus ídolos e ainda garantindo o pódio. Foi muito especial. Estou muito feliz - afirmou Yndiara.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários