Despedida do Flamengo reflete temporada melancólica e sem novas 'atrações' para o próximo treinador
Lance!
Despedida do Flamengo reflete temporada melancólica e sem novas 'atrações' para o próximo treinador


Na noite da última quinta-feira, o Flamengo se despediu de 2021 com uma melancólica derrota para o Atlético-GO por 2 a 1 , no Estádio Antônio Alccioly, pela 38ª rodada do Brasileirão. O desempenho dentro de campo, inclusive, refletiu uma temporada abaixo da esperada, sem títulos de expressão que justificassem o investimento feito no time.

> ATUAÇÕES: Flamengo não tem destaques no melancólico revés para o Atlético

O torcedor que se manteve acordado durante os 90 minutos de jogo percebeu que o Flamengo passou longe de vencer o Dragão e, mesmo com um bom início de segundo tempo, só conseguiu criar uma chance promissora. Esse cenário se refletiu nos números do Fla em campo.

Conforme dados do site "FootStats", o Rubro-Negro Carioca conseguiu dez finalizações no duelo - cinco foram na direção da meta defendida por Fernando Miguel, enquanto a outra metade foi para fora. Este é um número bem abaixo da média do time, que é de 14.9 arremates por jogo, sendo 6.8 na direção do gol adversário.

> Veja como ficou a tabela do Brasileirão

Uma situação que ajuda a explicar esta situação está, além do desempenho ruim, é a formação com três zagueiros. Desse modo, apenas Lázaro, que não aproveitou a oportunidade no time titular, e João Gomes foram os responsáveis por criar as jogadas contra uma equipe ligada, pois precisava da vitória para ter chances de se classificar para a Libertadores.

Outro ponto que vale ser frisado é de que os garotos da base que ganharam a chance de atuar no profissional na última noite não agarraram a oportunidade. Até Wesley, que conseguiu algumas jogadas interessantes, oscilou e acabou por falhar na marcação de Toró, que marcou o último gol do Atlético-GO.

Assim, o Flamengo desperdiçou a chance de mostrar para o futuro comandante peças que podem fazer a diferença no futuro do time. O único que se salvou nessa reta final foi Hugo, que "agarrou" a vaga como titular após a baixa de Diego Alves e comprovou que é, de fato, o futuro do Fla debaixo das traves.

Agora, o Rubro-Negro volta a campo em 2022. Com muitas arestas para serem aparadas, o Flamengo enfrenta a Portuguesa-RJ, à princípio no Maracanã, pela primeira rodada do Campeonato Carioca. A FERJ ainda confirmará, mas a partida está prevista para acontecer no dia 26 ou 27 de janeiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários