Definição sobre Rogério Ceni e perfil de reforços: São Paulo tem reunião para começar planejamento de 2022
Gabriel Santos
Definição sobre Rogério Ceni e perfil de reforços: São Paulo tem reunião para começar planejamento de 2022


O São Paulo terá uma sexta-feira agitada se tratando do planejamento para a próxima temporada. A diretoria do Tricolor se reunirá com o técnico Rogério Ceni para definir duas questões: a sua permanência no clube e possíveis reforços e posições carentes no elenco.

A primeira questão parece mais urgente. A cada entrevista coletiva, Rogério Ceni dá sinais que só ficará no São Paulo caso tenha condições de ter um time mais competitivo em 2022, que possibilite ao clube brigar por conquistas. O ídolo do Tricolor, considerado por muitos o melhor jogador da história do clube, tem receio de manchar a sua história caso a próxima temporada seja abaixo do esperado.

- É momento de conversar e vamos fazer isso para ver o que é possível mudar, ver o que o clube tem como meta. Para mim é um prazer estar no São Paulo, mas tenho uma história aqui dentro e qualquer coisa de ruim que aconteça tem um peso muito grande para mim. Este é o único problema que existe. Não é falta de vontade, de querer trabalhar. Eu me importo, e talvez por me importar tanto pelo clube que acabo refletindo mais do que uma vez para ver qual a real possibilidade para 2022 – afirmou Ceni após a derrota por 2 a 0 para o América-MG.

VEJA COMO FICOU A TABELA DO BRASILEIRÃO 2021!

A diretoria do Tricolor não pensa em mudar a comissão técnica e tentará convencer Rogério Ceni com um bom planejamento para o próximo ano. Planejamento esse que passa pela questão dos reforços. Segundo Rogério Ceni, o São Paulo precisa de atletas com mais imposição no um contra um e que joguem no lado do campo.

- Posições (de reforços) serão passadas para a direção, já citei várias vezes em entrevistas coletivas, faltam algumas posições, de um contra um, de lado de campo, é minha opinião, minha análise, que passarei provavelmente em reunião amanhã com a direção - afirmou o treinador.

Alguns nomes de atacantes de velocidade já foram discutidos, como do atacante Romarinho, que trabalhou com Ceni no Fortaleza. No entanto, essas questões serão debatidas ao decorrer da pré-temporada e claro, com a confirmação da permanência de Rogério Ceni.

Vale ressaltar que o São Paulo não tem dinheiro para grandes contratações. O clube viu a sua dívida aumentar para perto dos R$ 700 milhões e terá que parir para reforços que sejam baratos e que possam agregar dentro de campo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários