Jaílson se despede do Palmeiras e lembra: ‘Era um contrato de seis meses, mas fiquei sete anos’
LANCE!/NOSSO PALESTRA
Jaílson se despede do Palmeiras e lembra: ‘Era um contrato de seis meses, mas fiquei sete anos’


O goleiro Jailson foi homenageado na manhã desta quarta-feira (8), na Academia de Futebol. Em sua despedida, o jogador recebeu uma placa comemorativa e uma camisa customizada com o número 104, em referência ao número de jogos dele pelo Verdão.

– São 104 jogos e oito títulos. O Jailson entrou para a história da Sociedade Esportiva Palmeiras como um dos maiores atletas do clube. Em nome de toda a torcida palmeirense, o nosso muito obrigado – disse Maurício Galiotte, em celebração que envolveu funcionários e familiares do goleiro.

Jailsão da Massa chegou ao Verdão em 2014 e foi titular em 95 dos 104 jogos. Campeão brasileiro em 2016 sem perder nenhuma das 19 partidas que disputou e eleito melhor goleiro do torneio, Jailson só foi conhecer sua primeira derrota pela competição nacional em 2018, após 27 duelos invictos, fato que o coloca em segundo lugar no ranking dos palmeirenses com as maiores invencibilidades no Brasileirão em todos os tempos.

– O Brasileiro de 2016 foi o meu primeiro troféu. O carinho é grande por todos, mas o de 2016 está marcado no meu coração”, declarou o camisa 42, que também fez parte dos elencos campeões da Copa do Brasil de 2015 e 2020, do Brasileiro de 2018, do Paulista de 2020, da Florida Cup de 2020 e da Copa Libertadores de 2020 e 2021.

– Era um contrato de seis meses, acabei ficando sete anos. Não tenho palavras para tudo o que vivi aqui, estou muito feliz. Olho para trás e vejo que conquistei tudo que sonhei. Agradeço muito ao Palmeiras – finalizou o goleiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários