Lucas Almeida mantém o cinturão peso leve do Jungle Fight

Editar

Lucas Almeida mantém o cinturão peso leve do Jungle Fight
Foto: Lance!
Lucas Almeida mantém o cinturão peso leve do Jungle Fight


A divisão dos leves do Jungle Fight tem dono: Lucas Almeida. Exatamente dois meses depois de lutar no Dana White's Contender Series, o paulista de Sorocaba retornou ao maior evento de MMA da América Latina no último domingo para defender seu título na 103ª edição da organização, em São Paulo. E ele precisou de pouco mais de dois minutos para finalizar Ítalo Trindade com uma guilhotina e ratificar seu posto.

“Minha luta no Contender foi muito boa, me preparei muito, mas a minha mente não estava pronta ainda. Voltei ao Brasil, resgatei as pessoas que fazem parte da minha base, que é o que eu preciso, de pessoas com energia boa, que querem ver a minha vitória. Minha cabeça não estava pronta para o UFC; agora, com esta vitória, eu tenho certeza que o próximo passo é o UFC", disse o campeão.

A noite poderia ter consagrado outro campeão, mas, por ter estourado o peso da divisão dos moscas em 500g, Felipe Pereira, que venceu Rafael Montouro por decisão dividida, já entrou no cage sem direito ao cinturão. A luta foi muito equilibrada, com bastante variação técnica, boas chances para ambos os lados, mas Felipe conseguiu mostrar um jogo mais sólido, convencendo dois juízes de sua vitória.

Das 13 lutas realizadas no evento, apenas quatro foram decididas pelos juízes. Das outras nove, sete foram definidas com finalizações e duas, por nocaute ou nocaute técnico. Destaques para Wagner Reis, que mandou Yan Ferraz para a lona em apenas 23 segundos de luta, e para o veterano do Jungle José Suavecito, que finalizou Lucas Campos em seu retorno à companhia.

Confira abaixo os resultados completos do evento:

Jungle Fight 103
Clube Pelezão, São Paulo-SP
Domingo, 28 de novembro de 202
1

Lucas Almeida finalizou Ítalo Trindade com uma guilhotina aos 2:07 do R1
Felipe Pereira venceu Rafael Montouro por decisão dividida
José Suavecito Diaz finalizou Lucas Campos com um armlock aos 2:38 do R1
Tiago Pereira de Souza venceu Manoel Maranhão por decisão dividida
Adriano Deziderio finalizou Francisco Diniz com uma kimura a 1:53 do R1
Jefferson Costa finalizou Alef Aparecido com um mata-leão aos 3:41 do R2
Wagner Reis venceu Yan Ferraz por nocaute aos 23s do R1
Igor Severino finalizou Wellington Rocha com uma guilhotina a 1:58 do R1
Matheus Severino finalizou Juliano Lubke com uma guilhotina aos 44s do R1
Lucas Danilo Sá e Alexsandro “Pretinho” empataram por decisão unânime
Lucas Rafael Ferraz venceu Romario Amorim por decisão unânime
Michael Goes venceu Antônio Marco por nocaute técnico aos 3:17 do R2
Fábio Antônio finalizou Gabriel Gaspar com um mata-leão a 1:35 do R2