Seis anos após hexa, Gil exalta união do Corinthians de 2015 e peso de taça para a continuidade da sua carreira
Lance!
Seis anos após hexa, Gil exalta união do Corinthians de 2015 e peso de taça para a continuidade da sua carreira


Há exatos seis anos, no dia 19 de novembro de 2015, o Corinthians faturou o seu sexto título do Campeonato Brasileiro ao empatar por 1 a 1 com o Vasco, em São Januário , e garantir a taça com três rodadas de antecedência para o fim da competição. O zagueiro Gil, que então vivia o terceiro ano de sua primeira passagem pelo clube paulista, relembrou nesta sexta-feira aquela conquista.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!


GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Ao recordar a campanha de seis anos atrás, o defensor exaltou a união daquele grupo de jogadores, que foi dirigido por Tite, atual treinador da Seleção Brasileira, que o comandante assumiria pouco depois, em 2016.

- Todas as lembranças são boas. O mais importante naquele grupo foi a amizade que nós construímos e pudemos transferir para dentro de campo com o título do Campeonato Brasileiro. Então é uma lembrança e um título que eu guardo com muito carinho pelo clube - afirmou o jogador, em entrevista para a Corinthians TV, compartilhada nas redes sociais do clube nesta sexta-feira.

O zagueiro, que na vitória por 3 a 2 sobre o Cuiabá, no último sábado, na Neo Química Arena, completou a marca de 200 jogos de Campeonato Brasileiro com a camisa corintiana, também destacou a importância que o título obtido em 2015 teve para a continuidade da sua trajetória profissional.

- Isso me fez crescer muito na minha carreira, e aquele ano foi muito especial. Então eu guardo este título com muito carinho, principalmente pela campanha que nós fizemos e pelos gols que eu pude fazer pela equipe - completou Gil.

Em seguida, o defensor lembrou de dois momentos especiais para ele naquela campanha. Um foi o gol que ele marcou na vitória por 3 a 0 sobre o Vasco, ainda pelo primeiro turno da competição, em Itaquera. E um outro foi quando voltou a balançar as redes no triunfo por 3 a 1 sobre o Figueirense, em Florianópolis, pela 28ª rodada, em um resultado que ajudou a sua equipe a embalar rumo à conquista da título, assegurado na 35ª jornada do torneio.

- Aquele jogo do Vasco vai ficar para sempre guardado na memória. E contra o Figueirense também, foi um jogo importante que conseguimos vencer e eu pude ajudar também. Como eu disse antes, o mais importante é que eu pude ajudar a equipe e, no final deu tudo, nos consagramos campeões brasileiros - encerrou o zagueiro, que agora luta para colaborar para o seu time terminar esta edição do Brasileirão no G4, a zona de classificação direta à Libertadores.

15 VITÓRIAS NA ARENA NA CAMPANHA DE 2015

Quando conquistou o seu sexto título do Brasileirão, o Corinthians disputou 18 partidas em seu estádio e ganhou nada menos do que 15, sendo que empatou duas vezes e foi derrotado em apenas um. A equipe ainda fez um outro no jogo no torneio como mandante em Araraquara, onde venceu a Chapecoense.

6 A 1 SOBRE O SÃO PAULO EM ITAQUERA

Aquela campanha de 2015 também ficou marcada pela humilhante goleada de 6 a 1 que o Corinthians aplicou sobre o São Paulo, em Itaquera, na rodada seguinte ao jogo no qual assegurou a taça diante do Vasco no Rio. Naquela ocasião, o Alvinegro arrasou o seu rival no clássico mesmo após ser escalado por Tite com uma formação cheia de jogadores considerados reservas.

Em uma partida de grande festa para a Fiel, a Neo Química Arena recebeu um público de 44.976 pagantes, que também puderam acompanhar a cerimônia da entrega da taça de campeão brasileiro aos jogadores no gramado.

RENATO AUGUSTO ELEITO O MELHOR E LOVE É VICE-ARTILHEIRO

Atualmente vivendo a sua segunda passagem pelo Corinthians, Renato Augusto foi eleito em 2015 o Craque do Brasileirão pela CBF e também ganhou o prêmio Bola de Ouro da revista Placar. Vagner Love, autor do gol de empate com o Vasco que assegurou o título ao Timão, fechou o torneio como vice-artilheiro, com 14 bolas na rede, ficando só atrás de Ricardo Oliveira, do Santos, com 20.

Outro nome de grande destaque do Corinthians naquela campanha foi Jadson, que marcou 13 gols e ainda foi o líder de assistências na competição, com 14.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários