Cruzeiro vai ser julgado por ataques racistas contra jogador do Remo
Valinor Conteúdo
Cruzeiro vai ser julgado por ataques racistas contra jogador do Remo


O Cruzeiro será julgado, na próxima terça-feira, 23 de novembro, às 10h, por injúria racial de alguns torcedores contra o atacante Jefferson, do Remo , durante partida no Independência, do dia 28 de outubro. A Raposa ser multada e ser obrigada a jogar com portões fechados.


O Cruzeiro foi enquadrado no artigo 243-G por ato discriminatório, que fala em "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência".

Caso seja punido, o time mineiro poderá sofrer suspensão de cinco a 10 partidas, “se a ação for praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, e suspensão pelo prazo de 120 a 365 dias”, ou “se praticada por qualquer outra pessoa natural submetida a este Código, além de multa, de R$ 100 a R$ 100 mil” .

A Procuradoria do STJD quer suspensão preventiva do Cruzeiro de receber torcida no estádio, com base no artigo 35 do CBJD. Além de jogar com portões fechados, não haveria carga de ingressos nos jogos como visitante.

Vitor Leque também em pauta

Na mesma partida, o time azul terá de fazer outra defesa. Desta vez do atacante Vitor Leque. Ele será julgado por xingamentos contra a arbitragem que foi registrada em súmula. O jogador recebeu vermelho após ser substituído e ofendeu o quarto árbitro, no relato do árbitro da partida.

- Vocês são moleques, vieram aqui para nos prejudicar, seus m*”, teria dito o jogador.

Vitor Leque pode ser suspenso entre quatro a seis jogos, , além de multa que pode variar entre R$ 100 e R$ 100 mil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários