Tamanho do texto

Na opinião do meia do PSG, não havia sintonia entre o treinador e o elenco, e as derrotas eram consequência deste relacionamento ruim

Lance

Jorge Sampaoli
Reprodução
Jorge Sampaoli em seu período como treinador da seleção argentina

Se Jorge Sampaoli é exaltado no futebol brasileiro devido ao estilo ofensivo que implantou no Santos, na Argentina, país de origem, a história é completamente diferente, principalmente quando o assunto é a sua passagem pela seleção nacional.

Leia também: Por segurança, Copa América veta presença de ‘barras bravas’ argentinos no país

Em entrevista ao diário Olé, Ángel Di María  explicou que o trabalho de Sampaoli na albiceleste deixou a desejar e não teve a união necessária entre elenco e comissão técnica na Copa do Mundo da Rússia.

“Com Sampaoli tudo era confuso. Desde o primeiro momento não teve sintonia entre ele e o elenco. Foi um período bem complicado”, afirmou.

Leia também: Argentina conquista primeiro ponto de sua história na Copa do Mundo feminina

“Aprendemos muita coisa que não devemos fazer. A comissão e o elenco devem ser um só. A união é fundamental para fluir o jogo dentro de campo e isso não aconteceu com Sampaoli. Era um problema a todo instante e o resultado não poderia ser outro”, completou.

Lembrando que Jorge Sampaoli ficou no comando da Argentina entre junho de 2017 a julho de 2018. Neste período, a albiceleste classificou para a Copa do Mundo na bacia das almas e no Mundial caiu nas oitavas de final para a França.

    Leia tudo sobre: Futebol