IstoÉ

Valdiram em fevereiro de 2018, quando foi encontrado morando na rua
Reprodução / Rafael Oliveira / O Globo
Valdiram em fevereiro de 2018, quando foi encontrado morando na rua

Investigações da morte do jogador Valdiram , ex- Vasco , mostram que ele foi espancado por mais de três horas até morrer em uma rua na zona norte de São Paulo. Ele teria sido agredido com chutes, socos e pedaços de pau, de acordo com relatos de testemunhas e dos dois suspeitos presos. As informações são do UOL.

Segundo o delegado Vander Cristian Rodrigues, responsável pelo caso, Valdiram começou a ser agredido por volta da meia-noite do dia 19 de abril em Santana, bairro da zona norte de São Paulo. Câmeras de segurança mostram, por volta de 3h50 da manhã, quando um dos suspeitos é visto com um pedaço de pau e dando golpes no ex-jogador.

Valdiram se destacou pelo Vasco
Arquivo iG Esporte
Valdiram se destacou pelo Vasco

Dois moradores de rua estão presos suspeitos do crime. Eles alegam que Valdiram foi espancado até a morte por ter praticado ato libidinoso contra uma criança de 3 anos. Testemunhas ouvidas pela polícia confirmam a versão dos acusados. Os dois moradores de rua, então, decidiram torturar e espancar o ex-jogador.

Leia também: Ex-atacante Valdiram recusou novo tratamento antes de ser morto

De acordo com o UOL, Valdiram foi acusado de tentativa de estupro duas vezes, ambos no interior paulista, contra uma ex-namorada e uma adolescente de 14 anos. Em sua passagem pelo Belenense, em Portugal, ele teria tentado estuprada uma mulher e teve seu contrato encerrado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários