Tamanho do texto

Brasileira perdeu disputa pelo 3º lugar para Anicka van Emden da Holanda, já Victor Penalber perdeu em sua segunda luta na competição e foi eliminado

Estadão Conteúdo

Mariana Silva no judô do Rio 2016
CBJ/Divulgação
Mariana Silva no judô do Rio 2016





















Um dia depois do ouro de Rafael Silva, outra brasileira lutou muito, mas não conseguiu conquistar a medalha de bronze. Trata-se de Mariana Silva, na categoria até 63kg. Ela venceu suas três primeiras lutas, perdeu a semifinal e foi superada também na disputa pelo terceiro lugar pela holandesa Anicka van Emden e ficou fora do pódio. Entre os homens, Victor Penalber, até 81kg, finalizou seu adversário na estreia pela manhã, mas foi derrotado em sua segunda luta e deu adeus à chance de medalha.

Mariana Silva em ação nos Jogos Olímpicos
CBJ/Divulgação
Mariana Silva em ação nos Jogos Olímpicos

A semifinal contra a eslovena Tina Trstenjak foi difícil. A adversária europeia abriu um yuko de vantagem nos primeiros movimentos, forçando a brasileira a buscar golpes para igualar as ações. No minuto final, Mariana Silva foi imobilizada e perdeu o combate.

Primeiras lutas

Na estreia entre as mulheres, Mariana, número 15 do mundo na categoria, demorou somente 58 segundos para aplicar um belo golpe sobre húngara naturalizada ganesa Szandra Szogedi, que até conseguiu se defender. Só que aí, a brasileira finalizou a adversária e confirmou a classificação.

Em sua segunda luta, a brasileira encarou a alemã Martyna Trajdos, número 4 do ranking, que já havia enfrentado sete vezes e perdido todas. Mas no Rio de Janeiro, Mariana contou com três punições da adversária para seguir às quartas de final.

Mariana Silva fez um combate complicado e equilibrado nas quartas de final diante da israelense Yarden Gerbi e, após empate no tempo regulamentar, a disputa foi para o "golden score" - a brasileira venceu com um yuko, para delírio da torcida na Arena Carioca 2. 

Brasileiro eliminado

Victor Penalber em ação nos Jogos Olímpicos
CBJ/Divulgação
Victor Penalber em ação nos Jogos Olímpicos

Já Penalber, 12.º do ranking passou sem sustos pelo moçambicano Marlon Acácio na estreia. Com menos de dois minutos de combate, aplicou um belo golpe e conseguiu um wazari. Antes que o adversário pudesse respirar, o brasileiro o segurou no chão, o juiz abriu contagem e aí foi só esperar o tempo passar para comemorar.

Nas oitavas de final, Penalber encarou Sergiu Toma, dos Emirados Árabes Unidos, nono do mundo, e perdeu por ippon - dois wasaris -, sendo eliminado da competição de judô. O brasileiro chegou a aplicar um yuko no adversário asiático, mas vacilou na defesa e deixou Toma fazer os golpes que lhe garantiram o triunfo.

*Com Estadão Conteúdo